Foto: Divulgação

Depois de mais de 2 anos de inércia e erros administrativos, o prefeito Marcelo Crivella vê sua gestão ser mal avaliada pela grande maioria dos cariocas.

Depois de muitas trapalhadas e histórias mal contadas, dessa vez o prefeito chegou à gota d’água que faltava para transbordar o copo.

Em reunião na Taquara, o prefeito generalizou e disse que os policiais militares são corruptos e recebem propina de traficantes, depois disse que o VLT do centro do Rio é uma porcaria, valendo lembrar que a própria Prefeitura é responsável pela fiscalização do serviço. Para completar, Crivella volta a atacar o carnaval, falando mal de uma festa que trouxe 3,78 bilhões de renda para a Cidade segundo a própria RioTur.

Por fim, o prefeito diz que a Cidade que ele mesmo administra é “uma esculhambação completa”. Talvez seja então um retrato da gestão atual da Prefeitura.

Ouça os podcasts do Diário do Rio

Acho que Crivella deveria adotar uma estratégia se quiser mesmo se reeleger: trabalhar mais e falar menos.

7 COMENTÁRIOS

  1. ” Em reunião na Taquara, o prefeito generalizou e disse que os policiais militares são corruptos e recebem propina de traficantes, depois disse que o VLT do centro do Rio é uma porcaria, valendo lembrar que a própria Prefeitura é responsável pela fiscalização do serviço ”

    Crivella não falou nenhuma mentira. A PM é uma das policias mais corruptas e violentas do mundo. Convenhamos. Aliás, é uma vergonha uma instituição militar fazer papel de policia. A PM há muito tempo deveria ser abolida. É o que penso!

  2. ” Em reunião na Taquara, o prefeito generalizou e disse que os policiais militares são corruptos e recebem propina de traficantes, depois disse que o VLT do centro do Rio é uma porcaria, valendo lembrar que a própria Prefeitura é responsável pela fiscalização do serviço ”

    Crivella não falou nenhuma mentira. A PM é uma das policias mais corruptas e violentas do mundo. Convenhamos. Aliás, é uma vergonha uma instituição militar fazer papel de policia. A PM há muito tempo deveria ser abolida.

  3. Quem estava lá, sabe muito bem o que foi dito. Primeiro que não houve generalização, já que ele disse que uma minoria fazia isso, segundo que o contrato de gestão do VLT foi assinado pelo Paes. Enfim, mídia torpe e imbecil, que tem lado no jogo político.
    Triste.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui