O governador Cláudio Castro esteve, no final da manhã desta quinta-feira (03/06), na comunidade Rio das Pedras, na Zona Oeste da capital, para acompanhar de perto o trabalho de resgate e salvamento do Corpo de Bombeiros no desabamento de um prédio no local. Desde antes das 4 horas da manhã, militares fluminenses atuam no atendimento às vítimas. Duas pessoas morreram.

“O momento agora é dar apoio às vítimas e ao Corpo de Bombeiros, que foram chamados por volta das 3h30 da manhã. Está sendo feita a avaliação de todos os prédios do entorno pelas Defesas Civis do estado e do município, que estão trabalhando em conjunto. Após o trabalho dos Bombeiros, tem início a ação da Polícia Civil. Um inquérito já foi instaurado na delegacia da Barra para apurar as circunstâncias, afirmou Castro.

Além de Castro, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, também esteve na comunidade. Juntas, as autoridades ressaltaram que a fiscalização de construções desordenadas precisam ser em conjunto.

A Polícia Civil, por meio da delegacia da Barra (16ª DP), instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do desabamento do prédio. Equipes estão na região para identificar testemunhas e vítimas. A perícia será realizada no local assim que os bombeiros concluírem o trabalho.

As secretarias estaduais de Vitimados e de Desenvolvimento Social estão no local e realizam, em parceria com a prefeitura, atendimento social e psicológico para as vítimas e famílias, com auxílio para os sepultamentos, aluguel social, cestas de alimentos e colchões.

1 COMENTÁRIO

  1. Depois do estrago feito….Várias mortes por causa da omissão do estad o e prefeitura!!!
    Desmatamento galopante em todos os morros,arrasando com a rica e LINDA mata Atlântica, transformando a cidade antes maravilhosa,numa cidade horrorosa!!!
    Claro q não culpo a população q obviamente vai preferir morar perto do trabalho,ao invés de morar numa casa legalmente construída no subúrbio….

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui