Foto: Pablo Jacob / O Globo

Wilson Witzel, governador do estado do Rio de Janeiro, disse na manhã desta quinta-feira (19/12), que está pedindo à Câmara de Vereadores do Rio a mudança de gabarito para o bairro do Leblon, na Zona Sul da cidade, para que possam ser construídas duas torres, cada uma com mais de 200 metros de altura. As torres, caso a Câmara atenda ao pedido do governador, serão construídas na área onde está funcionando o 23º BPM (Leblon), que mudaria de lugar.

A proposta sendo concretizada fará com que o Rio de Janeiro dispute com o município de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, que tem os prédios considerados mais altos do país. O edifício Milennium Palace, com seus 177,3 metros de altura e 46 andares, foi considerado o mais alto do país entre 2014 e 2017. Ele foi ultrapassado pelo Infinity Coast com seus 234 metros e pelo Yatchthouse, com 280 metros de altura – chamado de “Torres gêmeas da América Latina”.

O edifício mais alto do mundo é considerado o Burj khalifa, em Dubai, com seus 828 metros de altura e 160 andares.

“Peço à Câmara dos Vereadores que nos ajude naquele terreno no Leblon que nós precisamos aumentar o gabarito, pois já há um projeto para a construção de duas torres de mais de 200 m de altura. Serão duas torres que gerarão IPTU e vão se harmonizar com a região e vão tornar o Rio de janeiro diferenciado”, comentou sem entrar em detalhes.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui