Governo do Estado cria o programa Patrulha Rural para proteger o agronegócio fluminense contra a violência

O Patrulha Rural foi criado para reforçar a segurança do agronegócio fluminense, que sofre com furtos de animais e equipamentos

Veículo da Patrulha Rural (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de reforçar a segurança no meio rural, o governo do Estado do Rio de Janeiro lançou, nesta segunda-feira (27), em São Francisco de Itabapoana, no Norte Fluminense, o programa Patrulha Rural – Protetores do Campo. A cerimônia foi realizada na Praça Três Poderes, Centro da cidade, e foi presidida pelo subsecretário da Secretaria de Estado de Polícia Militar (SEPM), o coronel Carlos Eduardo Sarmento da Costa, ao lado da prefeita da cidade, Francimara Barbosa Lemos. De acordo com o governo do Estado, o programa será estendido a outras regiões do interior do Rio.

Embasado no conceito de polícia de proximidade, o programa Patrulha Rural foi criado para reforçar a segurança do agronegócio fluminense, que vem sofrendo com furtos de animais e equipamentos, gerando um clima de insegurança entre os produtores e impactando a economia local. O agentes da Patrulha Rural também vão atuar em ocorrências relacionadas à violência doméstica, homicídios, entre outras.

As equipes do Patrulha Rural serão capacitados por especialistas da Coordenadoria de Assuntos Estratégicos (CAEs) da SEPM, para atuar em ações de monitoramento das regiões de atuação, por meio de uma rede de comunicação permanente para garantir a agilidade no atendimento das ocorrências. Em São Francisco de Itabapoana, o programa será executado pelo 8º BPM (Campos dos Goytacazes).

De acordo com o planejamento das forças estaduais, cada propriedade cadastrada terá um código de identificação exclusivo, que será exibido em uma placa na entrada da mesma. Também serão entregues cartilhas com informações sobre segurança. A previsão é de que todo o sistema de monitoramento permita o acompanhamento e avaliação do programa, através de comparativos entre os períodos decorridos.

A escolha de região Norte Fluminense como projeto-piloto do programa não foi à toa. Segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP), e região registra o maior número de furtos no interior de propriedades rurais. Em 2021, as regiões Norte e Noroeste do Rio, sob responsabilidade do 6º Comando de Policiamento de Área (CPA) registraram 53,44% das ocorrências de furtos no interior de propriedades rurais.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui