Governo do Estado dá início à Operação Estação Segura para fiscalizar serviços da SuperVia

O governador Cláudio Castro reiterou que não vai mais tolerar a má prestação de serviços oferecidos pela concessionária à população

Governo do Estado dá início à Operação Estação Segura, para fiscalizar os serviços prestados pela SuperVia / Divulgação

A Operação Estação Segura, cujo objetivo é melhorar os serviços prestados pela SuperVia à população, entrou em atividade nesta sexta-feira (8/04), por determinação do governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL). Funcionários do Procon/RJ e da Polícia Militar atuaram em pontos da malha ferroviária para a verificação de possíveis problemas.

Cláudio Castro reiterou que o governo do Estado não vai tolerar os maus serviços prestados pelo concessionária e não vai aceitar que problemas de Segurança Pública sirvam de subterfúgio para que a empresa se esquive das suas responsabilidades.

“Não vamos tolerar nenhum tipo de mau atendimento aos passageiros, que já sofrem muito nos trens. Intensificar esse trabalho de fiscalização é fundamental para entregar um serviço de qualidade para quem depende diariamente deste modal. A Segurança Pública não será usada como desculpa para os problemas da SuperVia”, declarou Cláudio Castro.

A estação de Deodoro, na Zona Oeste da cidade, foi a primeira a passar por fiscalização, em seguida foi a vez da estação de Madureira, na Zona Norte. Em ambas as ocasiões estiveram presentes, o secretário de Estado de Defesa do Consumidor, Rogério Amorim, e a diretora de Fiscalização do Procon, Elisa Clementino, que comandaram as operações. As ações fiscalizatórias tem como objetivo a verificação de irregularidades, a coleta de relatos de problemas por parte dos passageiros, e verificação de itens, como: cumprimento de horários de embarque, superlotação e condições de segurança dos trens.

As 4 estações, que foram apontadas pela SuperVia como extremamente inseguras, sofreram ações da PMERJ, de forma que possam ser retomadas e usadas pela população com tranquilidade.

O Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer), os batalhões de área e a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), também atuaram em pontos específicos, como as estações de Guapimirim, na Região Metropolitana do Rio; Manguinhos, na Zona Norte; Parada Angélica, em  Duque de Caxias, e Suruí, em Magé.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui