Interior do Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro - Foto: Reprodução

O Governo do Estado realizou, nesta quarta-feira (27/10), a primeira audiência pública para apresentar a proposta de edital para a nova concessão do Maracanã. O processo possui uma modelagem inédita no país. O objetivo é que o Maracanã permaneça como um importante centro esportivo do Estado do Rio de Janeiro.

A audiência pública, no Palácio Guanabara, foi comandada por integrantes da equipe técnica da Secretaria da Casa Civil. Representantes dos clubes cariocas participaram, além de integrantes de empresas interessadas na concessão, sociedade e entidades ligadas ao esporte. No encontro, eles tiraram dúvidas e deram sugestões sobre o processo.

Este processo de concessão está sendo conduzido com toda a transparência que o complexo do Maracanã necessita e merece, seguindo todos os prazos legais. Por isso, a importância de amplo diálogo com todos os interlocutores deste processo e com a sociedade civil. Mais do que um polo esportivo, o Maracanã é símbolo do turismo do Estado do Rio e do Brasil, uma relíquia da nossa história”, afirmou o governador Cláudio Castro.

Novos questionamentos poderão ser enviados para a equipe de licitação da Casa Civil, através do site oficial da concessão. Todas as informações solicitadas na audiência serão analisadas e vão ajudar a contribuir com a construção do documento final.

Após esta etapa, seguindo os prazos legais, será publicado o edital, previsto para o primeiro semestre de 2022.

“Toda a segurança e a transparência que tivemos com a concessão de saneamento serviu também como aprendizado para essa concessão. A proposta do governo é termos um estádio voltado para o futebol, sem perder a sua essência, gerando frutos para a economia e para o Estado. A modelagem prevê que os principais clubes se mantenham realizando seus jogos no Maracanã e que o equipamento permaneça como um polo esportivo importante para o Rio e para o país”, disse o secretário de Estado da Casa Civil, Nicola Miccione.

A proposta de modelagem do edital prevê um mínimo de 70 jogos de futebol no Maracanã e eventos de modalidades esportivas no Maracanãzinho. A disputa será em lote único e o prazo é de 20 anos de concessão, prorrogáveis por mais cinco.

Desde o último dia 06/10, o governo disponibilizou a consulta pública para a concessão. Nessa etapa, a sociedade pode consultar informações sobre a modelagem e dar sugestões. Todos os dados estão disponíveis no portal.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui