Governo do Estado realiza ações contra o assédio sexual no Carnaval

“Não é não”, essa é a mensagem que a Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos (SEDHMI), através da Subsecretaria de Políticas para Mulheres, quer passar contra o assédio sexual neste Carnaval. Com o tema “Carnaval é curtição, respeite o meu não”, a campanha faz parte de um calendário integrado de atividades que envolve as Secretarias de Segurança, de Saúde, polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Secretarias municipais de Ordem Pública e de Saúde, Guarda Municipal, entre outros.
Vídeos informativos estão sendo veiculados nas televisões dos modais do Consórcio BRT,  Metrô Rio, SuperVia, além das redes sociais da secretaria e órgãos dos governos estadual e municipal.
“A luta contra o assédio é de toda a sociedade. Não podemos relativizar ou encarar como algo banal. É fundamental que as pessoas denunciem caso presenciem qualquer tipo de assédio. Sempre devemos acionar a polícia e nos colocarmos ao lado da vítima. Isso é fundamental não apenas para dar suporte naquele momento, mas também para inibir o abusador. A vítima nunca deve ser responsabilizada pelo abuso “, diz o secretário de Direitos Humanos Átila Alexandre Nunes.
Durante os dias de folia, 20 mil ventarolas com a mensagem “Não, é não!” também serão distribuídas nos blocos. No sábado, dia do desfile do Cordão da Bola Preta, bloco que deve levar cerca de 1,5 milhões de pessoas para as ruas do Centro do Rio, equipes da Secretaria realizarão uma ação de conscientização na estação Central do Brasil.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui