Governo do RJ promove pesquisa para apontar soluções sustentáveis e fortalecer a economia estadual

Estudo é pioneiro e vai servir para a elaboração de políticas públicas a serem aplicadas nos 92 municípios do Rio de Janeiro

Foto: Divulgação

O Governo do Rio de Janeiro lançou, no mês de maio, o Projeto Rio Sustentável. O estudo, realizado por técnicos da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais (Sedeeri) e da Fundação Ceperj, é pioneiro e tem o objetivo de traçar um diagnóstico de potencialidades e oportunidades dos 92 municípios fluminenses.

O plano de trabalho começou a partir da necessidade de se identificar as oportunidades de investimentos públicos e privados capazes de alavancar o desenvolvimento econômico inclusivo, socialmente justo e ambientalmente responsável de todas as regiões do estado e, assim, promover o avanço dessas regiões associados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU e suas respectivas metas.

“Essas informações serão fundamentais para se priorizar a diversificação da economia fluminense, valorizar suas vocações econômicas regionais e fortalecer as cadeias produtivas do Estado do Rio de Janeiro. O Projeto Rio Sustentável se insere no contexto do desenvolvimento de políticas públicas, programas e projetos que estimulam novos negócios voltados para o desenvolvimento econômico e para a geração de emprego e renda, mas sem deixar de lado a geração de oportunidades que promovam ao mesmo tempo a sustentabilidade social e ambiental do estado”, explica a gerente de projetos da Sedeeri, Fernanda Curdi.

Para realizar a pesquisa, um primeiro questionário diagnóstico foi criado. Trezentos agentes de desenvolvimento, que serão responsáveis pela coleta de informações sobre a realidade socioeconômica e ambiental dos 92 municípios do estado, estarão em campo. Eles estão passando por uma capacitação continuada e recebem informações sobre os programas que estão sendo aplicados na secretaria, assim como a sua estrutura, além de entender sobre o que é sustentabilidade e como os municípios se comportam. Hoje foi mais uma etapa desse treinamento.

“Essa capacitação de hoje está sendo fundamental para os agentes do estado, é uma ferramenta que a gente vai trazer para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e, com isso, ajudar para que se tenha mais emprego e mais renda. Um interior fortalecido é um estado sólido”, disse Ana Elisa D’ Addazio, uma das agentes classificadas. Ela veio de Paraíba do Sul, para participar da qualificação.

A partir do resultado da pesquisa e o seu diagnóstico, o Governo do Estado pode começar a atuar especificamente e direcionar as políticas públicas para aquele município, de acordo com a sua real vocação.

“É um orgulho contribuir para mapear o estado para descobrir a real vocação de cada um dos 92 municípios e ajudar no desenvolvimento do estado. Eu acho que fazer parte disso é muito importante e é um legado”, disse o coordenador do Projeto Rio Sustentável, Leandro Pinheiro.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui