Governo do RJ e Prefeitura montam força-tarefa para vistoriar restaurante popular de Bonsucesso

Unidade deve passar por reformas; segundo e terceiro pavimentos estão em péssimas condições estruturais e abrigam famílias inteiras que vivem em construções irregulares

Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (21/10), a Frente Parlamentar contra a Fome da Câmara de Vereadores do Rio acompanhou a força-tarefa montada pelo Governo do Estado e pela Prefeitura do Rio em visita técnica ao Restaurante Popular de Bonsucesso. A unidade passará por reformas depois que a Frente denunciou as péssimas condições de funcionamento das instalações, em vistoria feita no último dia 7.

Após as chuvas dos últimos dias, o cenário encontrado no Restaurante de Bonsucesso piorou. Os usuários da unidade almoçaram em meio a goteiras. Os técnicos da Empresa de Obras Públicas do Estado do RJ (Emop), que serão os responsáveis pela reforma vistoriaram o telhado, e constataram que, além de muito comprometidos, o segundo e terceiro pavimentos da unidade são ocupados por famílias inteiras, que vivem em condições absolutamente insalubres.

De acordo com a Emop, a unidade não apresenta comprometimento estrutural, por isso, as obras devem acontecer sem a necessidade de interrupção do serviço. A previsão é de que após o início das obras, a reforma seja concluída em até seis meses.

Essa mobilização do estado e da prefeitura é a primeira grande vitória da Frente Parlamentar contra a Fome. Os cariocas precisam ser tratados com dignidade e o pleno funcionamento desses restaurantes vai trazer alento para milhares de pessoas, que neste momento não têm o que comer. Conversei com os representantes da Prefeitura e do Governo do Estado que estiveram na vistoria e pedi auxílio para as pessoas que estão abrigadas no telhado do restaurante. Essa situação também precisa ser resolvida de forma prioritária. Vamos acompanhar todo o processo de reforma e estaremos atentos ao cronograma de reabertura das unidades fechadas“, disse o vereador Dr. Marcos Paulo, presidente da Frente Parlamentar contra a Fome.

A visita técnica contou com a presença de representantes da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, da Empresa de Obras Públicas do Estado do RJ (Emop) e da Empresa Municipal de Urbanização (Rio-Urbe).

Rio pode ter dez novos Restaurantes Populares até 2022

Durante debate público realizado pela Frente contra Fome da Câmara RJ nesta segunda-feira (18/10), o Governo do Estado anunciou a criação de 26 Restaurantes Populares, sendo 10 deles na cidade do Rio de Janeiro, até dezembro de 2022.

Segundo o Governo do Estado, além da reabertura dos cinco restaurantes fechados na cidade do Rio (Irajá, Méier, Madureira, Central e Cidade de Deus), outras cinco unidades serão criadas em 2022: Rocinha, Complexo da Maré, Complexo do Alemão, Manguinhos (Jacarezinho) e Santa Cruz.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Até quando governo do Estado e prefeitura insistirão em dar esmola com o dinheiro de quem paga impostos, em vez de criar condições que acabem com a pobreza extrema?
    Enquanto vemos vultosos desvios de dinheiro público na Saúde, na Educação, nos Transportes e na Segurança, o governo insiste em demagogias eleitoreiras, para garantir sua cota de poder.
    No final das contas, pagamos impostos para que as lideranças estaduais e municipais os gastem consigo mesmos, em vez de investir com objetividade nas melhorias de condições para que o indigno se torne cidadão.
    Nesta semana, vimos um clonador de placas veiculares encomendar uma Hilux ao seu bando e, por isto, um médico decente e honesto, com apenas 64 anos, foi sumariamente executado.
    Interessante é que ele pagava impostos e quem o matou NUNCA PAGOU sequer um tostão.
    Agora, o clonador está vivo, dando sérios prejuízos à sociedade e quem pagava impostos está morto.
    Até quando, Senhores, veremos esta inversão de valores, sem que as lideranças eleitas para trabalhar em prol da comunidade nada façam, a não ser conluios para garantir suas reeleições?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui