Imagem de Albrecht Fietz por Pixabay

O governador Cláudio Castro (PL) criou um grupo de trabalho para identificar as ações necessárias para o Estado do Rio de Janeiro se tornar carbono neutro. O objetivo é fazer com que as emissões líquidas de gases que causam o efeito estufa sejam totalmente neutralizadas até o ano de 2045. A ação faz parte do decreto 47.638, publicado nesta terça-feira (8/6). O grupo terá que elaborar uma proposta para fomentar e regulamentar um mercado de carbono no Estado do Rio de Janeiro.

A ideia é identificar as ações necessárias para que o Estado do Rio de Janeiro se torne carbono neutro, isto é, com emissões líquidas zero de gases efeito estufa, até o ano 2045. E faremos isso incentivando o mercado de carbono, gerando receitas para o estado, e estimulando projetos de energia renovável – explica o governador.

O grupo de trabalho será coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais e composto por representantes das secretarias da Casa Civil, Fazenda e Meio Ambiente e Sustentabilidade, além de membros da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) e da Agência Estadual de Fomento (AgeRio).

O Grupo de Trabalho Intersecretarial (GTI) Rio Carbono Zero poderá indicar membros de notório saber na temática para participar das atividades. Um relatório de ações terá de ser enviado ao governador até dezembro deste ano. A iniciativa faz parte das políticas ambientais e de desenvolvimento sustentável do Governo do Rio de Janeiro, que surgiu de debates com a iniciativa privada e a sociedade civil organizada.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Quintino Gomes Freire

Diretor-Executivo do Diário do RIo e defensor do Carioca Way of Life

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui