Divulgação

O município de Miguel Pereira, no Centro-Sul Fluminense, receberá investimentos para desenvolver uma nova atividade econômica. Em reunião realizada nesta segunda-feira (26/07), integrantes do Governo do Rio de Janeiro, da Prefeitura de Miguel Pereira e da cooperativa agroindustrial C. Vale discutiram sobre a viabilidade de implementação de um fábrica de beneficiamento de tilápias na cidade. A unidade teria potencial de gerar investimentos de R$ 160 milhões e cerca de 2 mil empregos na região.

Para o governador Cláudio Castro (PL), o Estado do Rio é o local adequado para o desenvolvimento da piscicultura que, além de gerar empregos também criará segurança alimentar aos cidadãos de baixa renda do Estado. “O Rio de Janeiro apresenta grande potencial para o desenvolvimento sustentável da piscicultura. Estimular o setor, além de diversificar a pauta econômica local e garantiria a segurança alimentar do Estado, principalmente da população de baixa renda”, disse Castro.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Vinicius Farah, destacou que o projeto pode ser um grande gerador de renda para a população local, uma vez que cria uma cadeia produtiva diversificada que, além de mudar as vidas de diversas famílias ainda fortalecerá o agronegócio em Miguel Pereira. “A instalação da fábrica oferece condições para movimentar e fortalecer a economia da região e melhorar a renda dos produtores locais. Este é um projeto que pode mudar a vida de diversas famílias, gerando emprego e renda e incentivando o agronegócio no município”, afirmou Farah durante visita ao Condomínio Industrial escolhido para viabilização do projeto de tilápias em Miguel Pereira.

A Cooperativa

Com atuação no Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Paraguai, a C. Vale é uma cooperativa agroindústria que possui 159 unidades de negócios, mais de 23.000 associados e mais de 11.000 funcionários. A cooperativa destaca-se na produção de milho, trigo, soja, mandioca, leite, frango, peixe e suínos, e atua na prestação de serviços, com mais de 260 profissionais que atuam na prestação de assistência agronômica e veterinária aos associados. Em 2020, a C. Vale cresceu 37%, tendo registrado um faturamento de R$ 12,26 bilhões. Estima-se que cerca de mil piscicultores seriam beneficiados com a entrada da empresa no Rio de Janeiro.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui