Governo do RJ veiculou propaganda em site que atacou jornalista que publicou reportagem sobre cargos secretos

O portal Diário da Guanabara foi criado em junho e recebeu R$ 36 mil para veicular propaganda institucional do governo do RJ em seu primeiro mês no ar

Governador Cláudio Castro Foto: Rafael Campos (Gov/RJ)

O governo do Rio de Janeiro pagou, no dia 4 de julho deste ano, R$ 36 mil em publicidade no site Diário da Guanabara, que foi criado um mês antes, em 1º de junho. O mesmo blog publicou, neste domingo (07/08), uma reportagem contra o jornalista Ruben Berta, que vem revelando supostos esquemas de corrupção no governo Cláudio Castro.

Segundo revelou o jornalista Guilherme Amado, em sua coluna no jornal Metrópoles, Roberto Barbosa, dono do Diário da Guanabara recebido dinheiro de publicidade do governo estadual em junho deste ano, através de seu outro site de notícias, o Portal Viu!. As páginas foram pagas para veicular uma propaganda institucional no combate a violência contra mulher.

Barbosa é de Campos, cidade na região metropolitana do estado, berço eleitoral do ex-secretário de Governo de Castro, Rodrigo Bacellar.

Segundo a série de reportagens de Berta, Bacellar seria o principal articulador político dos 9 mil cargos secretos do Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro (Ceperj).

À coluna de Amado, o empresário e jornalista disse não ter relação com Castro e nem com integrantes do governo. Ele negou também que tenha recebido dinheiro público para fins que não publicitários e acusou Berta de “conflito de interesses”.

No entendimento dele, por ter trabalhado como assessor de imprensa na campanha de Eduardo Paes ao governo em 2018, o repórter teria “interesses escusos” ao cobrir irregularidades do governo Castro. Barbosa chama as revelações de “campanha midiática” contra Bacellar e Castro.

“Ele foi assessor do Paes em 2018 e os opositores foram Wilson Witzel e Cláudio Castro. Ele deveria ser impedido de atuar como repórter nesse caso [investigações do governo estadual]. Ele deveria ser impedido de apurar certas matérias”, disse Barbosa. Vale lembrar que Berta já publicou reportagens que expõem fatos negativos sobre o governo de Eduardo Paes e outros políticos.

O DIÁRIO DO RIO entrou em contato com o Governo do RJ, perguntando o motivo de ter pago por uma publicidade em um blog que, na época, tinha apenas um mês no ar, além de questionar quais os os critérios adotados na escolha dos veículos onde o executivo fluminense distribui suas campanhas. Recebemos a seguinte resposta:

A divulgação da campanha de utilidade pública contra a violência feminina e segurança pública foi divulgada em vários veículos, distribuídos em todo o estado do Rio de Janeiro, escolhidos pela agência de publicidade E3, que atende a conta de publicidade do governo estadual. De acordo com a agência, foram escolhidos veículos estratégicos, para que a campanha tivesse relevância e penetração junto ao público-alvo.

No caso do site Diário da Guanabara, o anúncio foi veiculado em página de jornal, e ainda recebeu uma divulgação bônus, no formato de rodapé, em outra página nas edições online e impressa, com uma tiragem de 20 mil exemplares, distribuídos de forma gratuita aos públicos A, B e C, em todo o estado do Rio de Janeiro. Cabe ressaltar que a tiragem do jornal pode ser comparada à tiragem de jornais que possuem grande circulação na capital, mas que são cobrados do consumidor.

O site é um empreendimento da D+News Tv, um conhecido grupo de notícias da região norte do estado, e faz parte de um projeto de ampliação da cobertura jornalística dos associados”. 

Cláudio Castro já pediu demissão de comentarista da Rádio CBN

Essa não é a primeira polêmica envolvendo o o governo Cláudio Castro, em fevereiro, o governador ligou para a Rádio CBN para se defender de críticas à sua gestão, em meio ao contexto da catástrofe em Petrópolis. Durante a fala, Castro afirmou que o Governo do Estado tem dado apoio à cidade serrana e, então, pediu a demissão de Sérgio Abranches, comentarista político da rádio, que fez análises contrárias à gestão governamental no atual momento da Serra Fluminense.

“Não é um governinho. É um governão”, disse Cláudio antes de pedir a expulsão do comentarista. O governador chegou a ser advertido pelo jornalista Carlos Andreazza, mas não mudou a posição: “Continuo mantendo a crítica. A pessoa que mistura assassinato de Marielle [Franco] com tragédia na Serra deveria sim ser expulsa de qualquer microfone”.

Nota oficial

Eu nunca tive ingerência no Ceperj, lamento a insistência de vincularem meu nome. Sou advogado e reconheço a importância da imprensa, isso é demonstrado em minha trajetória dentro e fora da política. Posso até discordar de métodos utilizados, mas defendo uma imprensa livre para questionar ações e apontar erros.

Deputado estadual Rodrigo Bacellar

Advertisement

6 COMENTÁRIOS

  1. Governadorzinho de merda! Nunca foi nada na vida e cai de paraquedas no governo da cidade maravilhosa e se mostra um verdadeiro safado! Não só pela incompetência sobre Petrópolis, mas também como assassinatos no jacarezinho e alemão!
    Cc, futuro morador de bangu!

  2. Agora devo elogiá-los, um meio de comunicação deve ser neutro e divulgar toda a verdade, doa a quem doer.
    Esta é a primeira vez que os vejo fazendo críticas a esse governador, que realmente teve atuação lamentável na catástrofe de Petrópolis.
    Agora no escândalo da CEPERJ, só faz exonerar as pessoas nomeadas por ele e, diz não saber de nada.
    Hora, temos que dar razão a pergunta do Freixo a ele, se ele é culpado ou incompetente?
    Vários desvios deste “governão” já foram comprovados e, provavelmente se houver justiça, será mais um dos ex governadores presos!

  3. Campos na região metropolitana? Tudo bem que jornalista não é geógrafo, mas convenhamos. No mais, foram dados espaços a todos os citados, apesar do viés do texto, que deveria ter sido evitado e levado para uma coluna de opinião.

  4. Rio de Janeiro governado por corruptos, milicianos, bicheiros, traficantes, evangélicos e todo tipo de gente vagabunda e medíocre louca por um carguinho com salário no final do mês porque é incapaz de correr atrás dos seus objetivos. Sou carioca mas ainda bem que, se tudo der certo, no final do ano to indo pra Goiânia.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui