(Foto: Prefeitura do Rio de Janeiro)

Amado por muitos cariocas, o horário de verão voltou a ser tema de discussão em Brasília, especialmente por causa da ameaça de apagão em função da crise energética que assola o país.

O Ministério de Minas e Energia (MME) solicitou novos estudos ao ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) para avaliar o impacto do horário de verão na economia no consumo de eletricidade dos lares brasileiros.

Mesmo encomendando os dados e disposto a debater o tema, a pasta ainda parece irredutível em um movimento de ceder a pressão de diversos setores econômicos, como turismo, serviços e shoppings, que pedem a volta do horário de verão.

A contribuição do horário de verão é limitada, tendo em vista que, nos últimos anos, houve mudanças no hábito de consumo de energia da população, deslocando o maior consumo diário de energia para o período diurno“, diz o ministério, em nota, e completa.

“Assim, no momento, o MME não identificou que a aplicação do horário de verão traga benefícios para redução da demanda”, continua, frisando que pediu que o ONS “reexaminasse a questão”, conclui.

A Associação Brasileira das Companhias de Energia Elétrica (ABCE), discorda do posicionamento do governo, afirmando que “toda ajuda é bem-vinda” em um momento delicado para o setor, como é o atual.

Por mais que não faça grandes diferenças, poupar é sempre bom”, diz ao jornal Folha de S.Paulo, o diretor-presidente da entidade, Alexei Vivan.

No Rio de Janeiro, o horário de verão é apreciado por muitas pessoas que alegam poder aproveitar mais o dia, uma vez que “escurece” mais tarde. Praias, bares costumam cheios nesse período, com mais cariocas e turistas circulando nas ruas no início da noite.

Já outros argumentam a dificuldade para quem sai mais cedo de casa , por causa da luz do sol que demora mais tempo para aparecer, tornando o trajeto para o trabalho ou qualquer outra atividade ainda mais inseguro.

E aí, qual sua opinião sobre o horário de verão?

3 COMENTÁRIOS

  1. O fato é que o horário de verão reduz em 2% a demanda por eletricidade.
    É uma diferença pequena, porém, pode fazer falta numa situação calamitosa como estamos prestes a encarar.

  2. Eu sou totalmente CONTRA a volta do horário de verão, tomara que a maioria da população rejeite, ou seja, contrário a volta. Bolsonaro já disse que segue a maioria da população contra ou a favor do horário de verão. Por mim #horariodeveraonuncamais

  3. Não faz diferença alguma! Aqui em casa as contas de energia elétrica diminuíram com o fim do horário de verão. Sabem por que? Por escurecer mais cedo e cessar a incidência da luz, que esquenta as paredes da casa e nos leva a ligar o ar-condicionado mais cedo. Com o fim desse horário “infernal” ligamos o condicionador bem mais tarde, fora do pico energético, além de toda a casa ficar mais fresca antes de irmos dormir. Como vemos os interessados são as empresas de lazer por ter clientes fora de suas casas já que escurece mais tarde, e obviamente esses ambientes são refrigerados e não são os que mais desligarão seus aparelhos eletroeletrônicos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui