Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (04/03), terceiro dia do Governo Presente na Baixada, produtores de plantas ornamentais, flores e folhagens tropicais de Magé receberam cheques do programa Florescer, no valor de R$ 10 mil, para enfrentarem a pandemia e conseguirem manter as vagas de trabalho. Além de entregar os financiamentos aos agricultores, o secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Marcelo Queiroz, ainda lançou o programa ‘Energia Limpa’, que ajuda os produtores a investirem na geração de energia fotovoltaica (solar).

Temos que fortalecer os diferentes setores produtivos em nosso estado. A agricultura é um importante gerador de empregos, e o governo, por meio de financiamentos e consultorias técnicas feitas pela Emater e Pesagro, por exemplo, está muito próximo dos nossos produtores. Com este projeto de energia limpa, além de estimularmos a sustentabilidade, vamos baratear as contas dos agricultores e fazer com que o eventual excedente de produção energética seja comercializado com as distribuidoras, gerando créditos“, explicou Marcelo Queiroz.

Os produtores rurais interessados no programa terão acesso a uma linha de crédito de até R$ 60 mil, com prazo de 60 meses. A verba faz parte do Agrofundo, que, em suas diferentes áreas de atuação, já beneficiou 205 produtores em 42 municípios, totalizando R$ 3.514.157,62 de créditos concedidos.

Nosso objetivo é levar o Agrofundo para 70 municípios, ampliando o alcance dos programas ligados a ele. O foco é gerar crescimento no nosso interior e gerar emprego e renda nos diferentes polos regionais que existem pelo estado“, anunciou Queiroz.

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Leonardo Soares, destacou que a iniciativa é necessária: “O uso de fontes de energia limpa no campo tem se tornado cada vez mais necessário, seja para garantir o abastecimento de energia, para reduzir custos ou aumentar a produtividade. Essa é uma tendência promissora que coloca o agronegócio fluminense em dia com o mundo, dentro do conceito de Agricultura 4.0, através do maior uso de tecnologias mais modernas e sustentáveis“.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui