Foto: Reprodução

Foi suspensa até o fim do ano a exigência da prova de vida anual de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A Secretaria de Previdência do Ministério da Economia informou que publicará na segunda-feira (30/11) uma portaria com a prorrogação da medida. A prova de vida anual obrigatória deixou de ser exigida desde o dia 18 de março de 2020, como medida de prevenção ao novo coronavírus.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

A medida não afeta o recebimento de proventos e pensões. Com o adiamento da retomada da prova de vida, quem não fez o procedimento entre março e dezembro deste ano, não terá o benefício bloqueado até o fim de janeiro.

Realizada todos os anos no mês de aniversário do beneficiário, a comprovação de vida é exigida para a manutenção do pagamento do benefício. Para isso, o segurado ou algum representante legal deve comparecer à instituição bancária onde saca o benefício.

Desde agosto do ano passado, o procedimento pode ser feito por meio do aplicativo Meu INSS ou pelo site do órgão por beneficiários com mais de 80 anos ou com restrições de mobilidade. A comprovação da dificuldade de locomoção exige atestado ou declaração médica. Nesse caso, todos os documentos são anexados e enviados eletronicamente.

1 COMENTÁRIO

  1. A sensação que tenho é que o governo do Bolsonaro não está fazendo nenhum favor altruísta aos idosos de adiar a sua comprovação de vida.

    Quantos idosos pensionistas, aposentados e deficientes fisico faleceram neste ano de 2020? Em janeiro de 2021 quando o Paulo Jegue fizer o levantamento da economia de todo ativo, garanto que vai sorrir de ponta a ponta. Então, agora com a segunda leva de pessoas que foram infectadas pelos jovens baladeiros irresponsáveis, desta vez a Economia cresce.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui