Aula inaugural da primeira turma de pilotagem de drones da Guarda Municipal carioca
Aula inaugural da primeira turma de pilotagem de drones da Guarda Municipal carioca - Foto: Robert Gomes/Prefeitura do Rio

Teve início nesta quinta-feira (07/10), no Rio de Janeiro, a primeira turma voltada à habilitação de guardas municipais à pilotagem de drones.

O curso será ministrado pela Academia de Ensino da Guarda Municipal (GM) desta sexta (08/10) a 29/11, contando com aulas práticas e teóricas.

De acordo com a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), essa qualificação se torna necessária pois, a cada dia, a tecnologia está mais presente na rotina operacional das instituições, com a utilização de câmeras de monitoramento e smartphones, entre outros recursos, proporcionando a ampliação do alcance do trabalho desenvolvido em prol da segurança pública e do ordenamento urbano da cidade.

”O uso de drones é um importante passo no aperfeiçoamento das atividades da Seop, que conta com a tecnologia e o uso de inteligência em suas operações. Essa qualificação do profissional é fundamental para uma melhor prestação do serviço de segurança pública municipal”, explica o secretário Brenno Carnevale.

A aula inaugural contou com a presença do comandante da GM-Rio, inspetor geral José Ricardo Soares, que fez a abertura do curso, e com palestra do coronel aviador reformado Jorge Humberto Vargas Rainho, que integrou o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), órgão responsável por liberar as operações com aeronaves remotamente pilotadas (ARP), e atualmente é o fundador e CEO da empresa T4 Drones Professional View.

”Essa é uma novidade dentro da nossa instituição, que vai abrilhantar ainda mais o serviço prestado pela Guarda Municipal e vai fazer frente às necessidades do dia-a-dia, principalmente na área da Inteligência. O drone facilita o acesso e a visualização de áreas sem oferecer riscos aos agentes”, disse José Ricardo durante a aula inaugural.

Vale informar que a primeira turma do curso da GM-Rio conta com 32 integrantes, sendo a maioria guardas municipais da Gerência de Controle Operacional, e também 5 militares da Marinha do Brasil.

As aulas teóricas acontecerão em formato remoto, por meio da plataforma de ensino à distância da Guarda Municipal. Serão ministradas matérias relacionadas à legislação aplicada a atividade, conceito e características dos drones e instruções para cadastro no Decea.

Já as aulas práticas serão ministradas no Centro de Operações Rio (COR), com utilização de um simulador de pilotagem, e no Parque Radical de Deodoro, na Zona Oeste, com treinamentos de técnicas de pilotagem aplicada. Ao término do curso, os alunos estarão habilitados como pilotos de drones.

Atualmente, a Coordenadoria de Monitoramento da Cidade da Seop utiliza drones em sua rotina operacional nas atividades relativas à vigilância de bens materiais, bem como apoio aos demais órgãos da Prefeitura do Rio. Os equipamentos já estão sendo utilizados, por exemplo, na fase de planejamento em operações de fiscalização de construções irregulares, deixando as operações mais assertivas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui