Uma das vias mais famosas da Cidade Maravilhosa, a Avenida Atlântica é sinônimo de beleza, diversão e importância cultural. É a cara do Rio de Janeiro.

SERGIO CASTRO - A EMPRESA QUE RESOLVE, desde 1949
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca

As obras da Avenida começaram 1905, na gestão Pereira Passos, e terminaram três anos mais tarde, já no governo Souza Aguiar. O engenheiro José Américo de Souza Rangel, autor do projeto, foi o responsável por conduzir os trabalhos.

Avenida Atlântica em 1916
Avenida Atlântica em 1916

No ano 1910, a Avenida Atlântica não estava comportando o crescente número de automóveis da cidade, que crescia muito. Então, a via foi alargada para 19 metros pelo Prefeito Bento Ribeiro. A obra só foi concluída em 1918, já sob a administração de Paulo de Frontin.

Avenida Atlântica em 1921
Avenida Atlântica em 1921

Em 1920, a Avenida já possuía 116 edificações, sendo 32 térreos. Nessa época, uma ressaca destruiu o calçamento, que foi refeito no período 1921/1922. Outra ressaca obrigou a se refazer a orla. Decidiu-se, então, reforçar a mureta com um respeitável alicerce de concreto, sendo concluída em 1924, ocasião em que se resolveu dotar a praia de postos de salvamento. Os guarda-vidas ficavam no alto de postes de concreto” destaca o site de pesquisa Curiosidades Cariocas.

Avenida Atlântica na década de 40
Avenida Atlântica na década de 40

Quando as obras da Avenida Atlântica começaram, a cidade do Rio de Janeiro tinha menos de dez automóveis. Contudo, a compra de veículos de passeio foi alavancada nos anos seguintes.

Duplicação da Av. Atlântica nos anos 70
Duplicação da Av. Atlântica nos anos 70

Uma grande obra foi realizada entre os anos 1969 a 1971. Durante o governo de Negrão de Lima, por sugestão de Lúcio Costa e projeto do engenheiro Raimundo de Paula Soares, sobre a areia foram construídas duas pistas de rolamento com um calçadão central sob o qual se instalou o Interceptor Oceânico da Zona Sul, a maior obra de esgotamento sanitário até então feita na cidade do Rio de Janeiro.

Avenida Atlântica em 1983
Avenida Atlântica em 1983

Em 1975, foram construídos novos postos de salvamento, projetados pelo arquiteto Sérgio Bernardes. Na administração do Prefeito Saturnino Braga (1986-1988) foram plantados grupos de coqueiros na areia e, na de Marcelo Alencar (1983-1986), construídos quiosques fixos e uma ciclovia.

Na Avenida Atlântica estão alguns dos melhores bares e restaurantes do Rio de Janeiro e dezenas de quiosques no lado da praia! A Avenida Atlântica é um excelente programa seja de dia ou de noite” informa o site Copacabana.com.

A Avenida Atlântica ocorre a maior festa de Réveillon do Brasil. Além disso, é constantemente palco de eventos esportivos como maratonas e campeonatos de esportes como skate, vôlei de praia e futebol de praia. Shows musicais de bandas e astros internacionais famosos como os Rolling Stones também são uma constante na via.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui