História da Fundição Progresso

[iframe width=”100%” height=”90″ src=https://diariodorio.com/wp-content/uploads/2015/05/superbanner_66anos.swf-3.html]
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis apoia construções e iniciativas que visam a valorização da cultura, história e modernidade da Cidade Maravilhosa.

Fundição Progresso por MAHM

Um casarão histórico que abriga em seu interior as mais variadas manifestações artísticas e culturais é a cara do Rio de Janeiro. Esse é um resumo que cabe à Fundição Progresso.

O prédio que atualmente recebe shows, cursos e abre as portas para tudo que inspire arte e cultura, sediou a Fábrica de Fogões Progresso, fundada no final do século XIX e fechada em 1976.

Após o fechamento da Fábrica, o edifício ficou desocupado e seria demolido. Porém, no início dos anos 1980, um grupo de artistas que preparavam a chegada do Circo Voador à Lapa ocupou o prédio e passou a fazer dele um grande espaço cultural.

Prefeito Fortuna

Em 1999, após um afastamento por algumas divergências, Prefeito Fortuna assumiu como o presidente da ONG Fundição de Arte e Progresso. Sua medida inicial foi chamar grupos artísticos como Intrépida Trupe, Teatro de Anônimo, Armazém Cia. de Teatro, entre outros.

Esses grupos, somados às pessoas que já estavam à frente do projeto fortaleceram as principais características da fundição, presentes até os dias atuais.

No começo dos anos 2000, reparos arquitetônicos e medidas de segurança foram implantadas para que a Fundição Progresso evoluísse nos pontos que deixava a desejar.

Nessa mesma época, a casa de espetáculos da Fundição foi concluída. Ela ganhou palco de madeira, telhado, acústica e estrutura profissional para os shows maiores. Primeiro e segundo piso e o terraço da Fundição foram reformados.

Concurso Nacional de Marchinhas Carnavalescas

A Fundição Progresso promove eventos simbólicos para o Rio de Janeiro. Entre eles estão o Concurso Nacional de Marchinhas Carnavalescas, o Carnaval da Lapa, o Núcleo de Educação e Cultura.

Até os dias atuais, Intrépida Trupe, Armazém Cia de Teatro, Teatro de Anônimo usam o espaço físico da Fundição para ensaios, reuniões e apresentações. Além deles, Vídeo Fundição e Orquestra Petrobras Sinfônica também estão por lá quase que diariamente.

Pelo palco da Fundição Progresso já passaram artistas nacionais como Cássia Eller, Los Hermanos, Maria Rita, Lenine, O Rappa, Jorge Ben Jor, Os Paralamas do Sucesso, Natiruts, Skank e muito mais.

Franz Ferdinand na Fundição Progresso

Os gringos também já sentiram o gosto de tocar na Fundição. Franz Ferdinand, Manu Chao, Motorhead e Marilyn Manson, são alguns dos artistas internacionais que tiveram essa experiência.

“Ver um show na Fundição é uma coisa única. O lugar exala grandeza, cultura. Isso sem contar os projetos sociais e artísticos que são realizados lá” disse Cláudio Fernandes, produtor cultural e pesquisador.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui