História da Igreja do Imaculado Coração de Maria no Méier, única no Brasil

Em umas das mais importantes ruas do bairro do Méier se encontra uma verdadeira joia da arquitetura carioca. A Igreja do Imaculado Coração de Maria impressiona pela beleza. Por dentro e por fora. Nesta segunda-feira, 13/05, é aniversário do bairro. Domingo foi dia das mães. Nada melhor do relembrar essa história.

No ano 1909 as obras para a construção da Igreja foram iniciadas. Projetada pelo arquiteto e urbanista espanhol Adolfo Morales de Los Rios, a edificação já surgiu com grandes expectativas.

“Adolfo Morales de Los Rios foi um dos grandes arquitetos da gestão Pereira Passos, quando muitas mudanças físicas foram promovidas na cidade do Rio de Janeiro. Los Rios projetou a Escola de Belas Artes, hoje o Museu Nacional de Belas Artes, entre outros trabalhos”, conta a arquiteta e pesquisadora Camila Braga.

Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca
Alguns pesquisadores defendem a tese de que a Igreja do Imaculado Coração de Maria é única igreja no Brasil construída em estilo neomourisco.

A Igreja foi inaugurada em 1917, quase uma década depois do início das obras. Esse tempo se deu por conta das dificuldades que existia para construir algo grandioso no Brasil daquela época e pela complexidade da edificação.

Por fora, a Igreja lembra um castelo. Por dentro, a riqueza nos detalhes chama muito a atenção. Morales de Los Rios se inspirou no projeto da igreja de Santa Maria La Blanca, em Toledo, na Espanha.

No ano de 1964, a Igreja do Imaculado Coração de Maria foi elevada à categoria de basílica (ou seja, passa a possuir, conforme o direito canônico, de certos privilégios: dispor de altar reservado ao papa, ao cardeal ou ao patriarca, e não estar submetida à jurisdição eclesiástica local, o que lhe confere status internacional”).

Na década de 1990, a Igreja, por conta da constante ação de vândalos, precisou ser cercada por grades de segurança.

Em 2012, confirmando seu posto de mais uma beleza carioca, a Igreja foi retratada na série de cartões-postais chamada “Olhos de Ver”, lançada pelo Instituto Rio Patrimônio da Humanidade.

Atualmente, a Igreja tem capacidade para 900 fiéis sentados e abriga um brechó beneficente e a sede das reuniões dos Alcoólicos Anônimos do bairro do Méier.

10 COMENTÁRIOS

  1. Olá Maria Inês Mouta Guimarães.
    Me casei com a Penha. Morávamos na R. Coração de Maria. Se não estou em erro, nossos pais eram ótimos amigos. Sou filho do Sr. Josué da armazém e da d. Almerinda.

  2. Nasci, fui criado e frequentei essa igreja. Margarida e eu nos casamos nela. Conheci Consuelo e Pedro Tenuto, no outro lado da linha do trem, na época em que morávamos na Silva Rabelo, 91, o mais lindo edifício do Méier. Hoje, morando no Canadá, fiquei feliz de ver a nossa igreja e recordar essas delícias. Obrigado pelo presente!

  3. Maria Ignez Rocha Neves vocês moravam no Ed. Colippe e eu também morava lá no apartamento em baixo do seu. Me lembro de vocês tocando piano e eu iniciando meus estudos de piano.Eu também estudei no Colégio Imaculado Coração de Maria e sou filha do casal Hélio e Yedda Mouta, saímos há 50 anos do Rio e viemos morar em Brasília.
    Fiquei emocionada com seu comentário e relembrei minha adolescência aí no Méier, saudades..

  4. Acredito que há um engano.
    O colégio é o Imaculado. Colégio Imaculado Coração de Maria.
    A igreja é Basílica Coração de Maria.
    Pelo menos é assim que me lembro desde criancinha.

  5. Na década de 1960, a pedido do páraco PADRE LUIZ OLABARRIETA, meu pai, MAESTRO MANOEL DE SOUZA NEVES, criou e regeu por vários anos, o CORAL DA MOCIDADE DO MÉIER DA IGREJA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA. Testemunhas participantes desse coral são PEDRO TENUTO e sua esposa CONSUELO TENUTO e muitos outros moradores do Méier e de outros bairros cariocas. A organista do CORAL DA MOCIDADE DO MÉIER minha falecida irmã THEREZINHA DA ROCHA NEVES FERREIRA era incansável incentivadora e participante na escolha do nosso repertório, constante especialmente de músicas sacras. Cantávamos a AVE MARIA, de SOMA, a quatro vozes. Participávamos da missa das 9 h, dos domingos e dias santos. Cantávamos também nos casamentos. Nossa solista era a cantora CECÍLIA DA ROCHA NEVES. a Verônica, na Semana Santa. Eu participava do grupo de contraltos ao lado da CONSUELO TENUTO e outras colegas. Meu irmão MANOEL DE SOUSA NEVES JR, e outros cantores (BAIXOS), e na voz de tenores tínhamo ROBERTO FERREIRA, entre outros. Éramos unidos e não faltávamos aos ensaios e compromissos assumidos pelo nosso CORAL DA MOCIDADE DO MÉIER, que se apresentava também com repertório eclético no auditório do COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA, no Méier. Saudade.

  6. Frequentei mt está basílica, quando fazia o ginásio, no colégio Imaculado Coração de Maria. Minha devoção era tanta, que quis me casar nela. Tem um significado MT grande, dentro do meu coração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here