Bairro Centro_ Rua Riachuelo - Fachadas Históricas Curitiba, 28/07/98 Foto: Luiz Costa

Séculos atrás, a Rua Riachuelo, que fica nos arredores do bairro da Lapa, era um dos principais caminhos de acesso para o subúrbio da cidade do Rio de Janeiro. Além disso, a via tem outras curiosidades ligadas ao seu nome.

No passado, a grande concentração de pessoas do Rio de Janeiro se dava onde hoje é o centro da cidade e em alguns pontos da Zona Sul. Por conta disso, alguns caminhos que ficavam no centro eram de suma importância para quem queria ir para o então lado menos habitado do Rio. A atual Rua Riachuelo era o principal deles.

[iframe width=”100%” height=”90″ src=”https://diariodorio.com/wp-content/uploads/2015/05/superbanner_66anos.swf-3.html”]
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis contribui para a valorização da cultura carioca

Sobre os nomes, primeiro deles, ainda nos anos 1500, foi a longa nomenclatura “Caminho que vai para a Aldeia de Martim Afonso”. Isso porque era uma via que contornava o Morro de Santa Teresa (Morro do Desterro) e ia em direção à Aldeia de Martim Afonso, o Araribóia, nas proximidades da atual Igreja de Santana.

Existiram outros batismos curiosos: Caminho para o Engenho Pequeno, Caminho para a Lagoa da Sentinela, Caminho que vai para São Cristóvão, Caminho da Bica que vai para São Cristóvão, Caminho da Bica e Caminho de Matacavalos.

“Caminho de Matacavalos”, nomeado assim em 1848, é autoexplicativo. Atoleiros dificultavam a passagem dos animais, por vezes provocando lesões que os levavam ao sacrifício dos mesmos.

Já em 1865, o nome passou a ser Riachuelo em homenagem à batalha naval em que a esquadra brasileira foi vitoriosa sobre o exército paraguaio.

Não sendo mais um dos principais caminhos do centro ao subúrbio, a Rua Riachuelo com sua história, nos levando para outros lugares.

 

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui