O Rio de Janeiro é mundialmente reconhecido pela beleza. Essa beleza está nas praias, nas lagoas, nas montanhas e na arquitetura da cidade. Contudo, não são muitos os lugares que possibilitam uma vista privilegiada de todas essas belas imagens reais. O Mirante da Vista Chinesa é um desses raros locais.

Construído em 1903, durante a gestão do prefeito Pereira Passos, o Mirante da Vista Chinesa (ou Pagode da Vista Chinesa), que fica no Alto da Boa Vista, dentro da Floresta da Tijuca, foi erguido em homenagem aos trabalhadores da China que chegaram ao Brasil para o cultivo de chá.

“A construção em estilo Chinês aparenta ter sido erguida em bambu, mas na verdade foi feita em concreto armado, mimetizando ou imitando bambu em suas formas”, destaca o site de pesquisa Rio de Janeiro Aqui.

Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca

Instalada no Brasil, essa mão de obra chinesa chegou, efetivamente, ao Rio de Janeiro durante o governo de Dom João VI. O príncipe regente sempre quis que o Jardim Botânico fosse uma espécie de laboratório para teste de novas plantações, e o chá era uma dessas experiências.

Como nessa época o chá era um negócio da China, esses trabalhadores orientais foram trazidos ao Brasil para intensificar esse tipo de plantação. O Jardim Botânico era ligado ao Alto da Boa Vista por uma estrada, por isso os chineses foram se espalhando por essa área da cidade.

Entretanto, o cultivo de chá no Brasil não rendeu o esperado e esses trabalhadores chineses acabaram sendo deslocados para outras atividades, como a abertura de estradas. Isso não os deixou muito felizes.

“Há inclusive uma referência que em 1819 e 1820, muitos [chineses] praticaram suicídios coletivos, talvez com saudades da terra natal”, frisa o historiador Milton Teixeira.

O Mirante da Vista Chinesa, que possibilita uma vista do Cristo, da Lagoa, do Pão de Açúcar e da orla da Zona Sul, passou por uma reforma há dois anos que recuperou áreas danificadas e melhorou detalhes feitos à mão. Além disso, pistas foram revestidas e novas sinalizações para maior segurança dos ciclistas foram acrescentadas.

Só é possível chegar ao Mirante de carro particular, taxi ou bicicleta. Não existe transporte público que chegue lá. Caminhando leva-se cerca de quatro horas de subida. Porém, a vista vale o esforço. E como vale.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui