História do Bar Urca e seus 80 anos

Referência em um dos pontos turísticos mais badalados da cidade do Rio de Janeiro, o Bar Urca, próximo à Mureta, celebra seus 80 anos neste 2019. A história do estabelecimento esbarra na vida de seu mais famoso dono, Seu Gomes.

O bar foi aberto em 1939. Contudo, a grande fase do estabelecimento começou mesmo foi nos anos 1970. Em 1972, a família Gomes assumiu o negócio, na figura de Seu Gomes, lendário dono.

Seu Gomes, português, nasceu em 1916 na freguesia de Chã de Sá, próxima à cidade de Vizeu. Sua proximidade com os clientes foi um fator fundamental para que o Bar chegasse ao status que chegou.

“Tinha uma coisa no meu pai muito forte que era o dom para lidar com o cliente. Em Ipanema, (no bar Esplendor, do qual também foi proprietário) ele serviu, por exemplo, a família do Ari Barroso. Ele chegou a ser convidado para conhecer o sítio do compositor. Era uma relação que extrapolava os domínios do bar. Nos 25 anos de casado dele e de minha mãe (dona Maria) a metade dos convidados era de fregueses”, contou Armando Gomes Filho, herdeiro do Bar, ao Jornal O Globo.

O pai de Armando teve uma longa trajetória atrás dos balcões cariocas. Até chegar ao bairro da Urca, rodou a cidade. Foi dono do Botafogo Bar Sport Carioca, na Rua São Clemente, de 1936 a 1939. De 1939 a 1945 foi para o Mercado Municipal da Praça XV. Na sua busca pelas melhores oportunidades foi para a Praça da Bandeira, na Rua Barão de Iguatemi, onde um grande bar e restaurante abrigava sete mesas de sinuca. Manteve esse negócio por 17 anos, até 1962, quando cruzou novamente a cidade e voltou ao bairro do primeiro emprego, Ipanema. Lá comprou um bar na Rua Visconde de Pirajá, 550.

Em pouco tempo o ponto ficou conhecido como o “Botequim do Gomes”, famoso pela cerveja super gelada e os pasteizinhos. A explosão imobiliária fez Seu Gomes vender o ponto em 1972. No local foi erguido pelo empreendedor Sérgio Dourado o Shopping 550. Em busca de um lugar tranquilo e bonito, no mesmo ano de 72, Seu Gomes encontrou na Urca o espaço que procurava. Ele gerenciava o negócio com o filho, Armando Gomes Filho e os netos Armando Gomes Neto e Rodrigo Gomes.

Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca

Seu Gomes virou tema de livro. Ines Garçoni escreveu “100 Anos de Botequim”, que retrata a vida do empresário português. São mais de 100 páginas que registram memórias e momentos históricos vividos por “Seu Gomes”. Até mesmo algumas receitas de pratos criados pelo patriarca são reveladas.

Em junho de 2012, aos 96 anos, Seu Gomes faleceu. Ele trabalhou no Bar Urca até o fim, inclusive na semana da sua morte.

No mesmo ano de 2012, o Bar Urca foi reconhecido como Patrimônio Cultural Carioca em título concedido pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Hoje em dia, o Bar segue fazendo história no coração do povo carioca.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui