Até meados dos anos 1940, em Copacabana, na Av. Atlântica esquina com a Rua Figueiredo Magalhães, existia um castelo com luxos que até hoje em dia chamam a atenção.

Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis – a empresa que resolve contribui para a valorização da cultura carioca

O Castelinho normando da família Guinle foi construído nos anos 1910 e era a casa de veraneio deles. A residência, que ocupava um grande terreno que ia até a Rua Domingos Ferreira, tinha um belo jardim frontal de frente para a Praia de Copacabana.

“Para tomar banho de mar sem sair de sua mansão, D. Guilhermina mandou construir uma tubulação que captava água salgada diretamente do mar de Copacabana para sua piscina particular, que ficava nos fundos do Castelo”, conta o pesquisador Antonio Romualdo Farias.

Em 1928


Extremamente ricos, os Guinle eram famosos pelas extravagâncias e novidades que chamavam a atenção do povo carioca no passado. Novidades que hoje em dia seguem impressionando.

O lindo castelo dos Guinle foi demolido nos final dos anos 1940, sendo substituído pelo Edifício Camões, construído em 1952.

Edifício Camões

2 COMENTÁRIOS

  1. – Preservar o belo é uma tarefa insana; a demolição do Castelo de Copacabana foi um crime contra a história da nossa cidade, se preservado, seria um museu em plena Avenida Atlântica aberto a visitação.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui