História do Forte Duque de Caxias, no Leme

Forte do Leme por Carlos Luis M C da Cruz

Muitos fatos das histórias dos países estão ligados ao militarismo. Seja errando ou acertando, para o bem ou para o mal, os militares estão na memória das nações. No Brasil não é diferente e o Forte Duque de Caxias, no Leme, é um lugar que expõe essa realidade.

D. Luís de Almeida Portugal

Temendo uma invasão espanhola em meados dos anos 1770, o Vice-rei D. Luís de Almeida Portugal, o Marquês do Lavradio, decidiu construir uma fortificação para defender as fronteiras cariocas de possíveis ataques.

Com isso, entre 1776 e 1779, foi erguida uma fortaleza chamada de Forte da Vigia. As obras começaram um ano antes do ataque que espanhóis realizaram contra a Colônia de Sacramento e a Ilha de Santa Catarina, no Sul do Brasil.

Forte Duque de Caxias por Carlos Luis M C da Cruz

Os anos se passaram e, após a Proclamação da Republica, 1895, o Forte passou a se chamar Forte do Leme. Nos anos 1930, em 1935 para ser mais exato, na Era Vargas, um novo batismo: Forte Duque de Caxias, em homenagem ao famoso militar brasileiro.

O Forte Duque de Caxias tem muita história. Os militares que lá atuavam participaram de revoltas como a do Forte de Copacabana, em 1922, Revolta do Encouraçado São Paulo, dois anos depois, na ação contra o navio mercante Baden, em 1930, na Revolução de 1932, na Intentona Comunista (1935), no Movimento Integralista (1938), na 2ª Guerra Mundial e na Intervenção do Cruzador Tamandaré, já em 1955” diz o historiador Maurício Santos.

[iframe width=”100%” height=”90″ src=”https://diariodorio.com/wp-content/uploads/2015/05/superbanner_66anos.swf-3.html”]
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis apoia construções e iniciativas que visam o crescimento da Cidade Maravilhosa sem que as características mais simbólicas do Rio se percam.

Apesar de não ser uma edificação militarmente ativa, as partes mais modernas do complexo do Forte Duque de Caxias abrigam o Centro de Estudos do Exercício Brasileiro.

Forte do Leme por joaocarlosbarreto
Forte do Leme por joaocarlosbarreto

O forte está preservado como era nos anos 1920. Pode-se caminhar por dentro e ver as diversas partes interiores, incluindo centro de controle, paiol de munição, estação de força e enormes canhões que eram capazes de atingir áreas adjacentes e navios a longa distância para proteger a costa da capital contra invasões em tempos passados” informa o site de pesquisa Rio de Janeiro Aqui.

Fechado em 1965, o Forte Duque de Caxias passou por uma revitalização em 2009 e reabriu no ano seguinte. Por ser localizado numa área cercada por mata densa e muita vegetação, com paisagens deslumbrantes, a visita ao Forte, além de ser um passeio histórico, também é um programa ecológico. Algo que vale a pena conferir de perto.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui