História do Terra Encantada

Montanha Russa da Terra Encantada sendo montada
Montanha Russa da Terra Encantada sendo montada

Com o dia das crianças chegando, nada mais justo que falar sobre um parque que, mesmo com pouco tempo de funcionamento, marcou a infância de muitos cariocas. Aberto em 1998, o Terra Encantada surgiu com a expectativa de ser uma espécie de Disney do Rio de Janeiro. A ideia era aproveitar a expansão da Barra (que segue até os dias de hoje) e alavancar o Parque.


Foram investidos cerca de US$ 220 milhões na obra. A intenção dos empreendedores era ter um faturamento de algo em torno de R$ 30 milhões mensais, empregando mais de 10 mil pessoas – direta e indiretamente.



Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis sempre contribuiu para a valorização da cultura carioca

Entretanto, nem tudo foi sorriso na história do Parque. Muitos foram os problemas. A inauguração, por exemplo, precisou ser adiada duas vezes, pois a obra não estava concluída. As portas do Terra foram abertas com 15 das 21 atrações funcionando, o que gerou reclamações de muitas pessoas, houve até quem pediu o dinheiro de volta.

Além desse episódio da inauguração, no primeiro mês de Parque, a atriz Ísis de Oliveira se machucou em um dos brinquedos. Em 2002, uma briga generalizada, durante um show da banda Charlie Brown Jr, resultou em 61 pessoas feridas. Esses acontecimentos trouxeram uma publicidade negativa para o Terra.

Contudo, apesar dos problemas e do retorno financeiro abaixo do esperado, o Terra Encantada, com seus brinquedos que eram novidade na cidade do Rio de Janeiro, possibilitou a diversão de muitas pessoas. Esse que vos escreve foi muitas vezes lá.

Entre os brinquedos mais famosos estavam o Cabhum e a montanha-russa Monte Makaya, que foi a recordista mundial em inversões (8 ao todo), superada em 2002 pelo Thorpe Park, da Inglaterra, e sua montanha com dez inversões.

Em 2010, o fim da festa. No dia 19 de junho daquele ano, a ajudante de cozinha Heydiara Lemos Ribeiro se acidentou em um brinquedo e morreu. O Parque fechou.

Terra Encantada

No ano passado, alguns jovens chegaram a protestar, pedindo a volta do Parque:

Sabemos que os brinquedos estão sendo vendidos para outros parques. Onde forem as atrações principais, iremos atrás. O terreno foi comprado por uma construtora que deve fazer ali mais um condomínio. Mas queremos mostrar que há um público carente de um parque de grande porte no Rio. Sabemos que o Terra não irá voltar, mas seria interessante se fizessem um novo projeto na mesma linha”, disse Studart, um dos rapazes que fez o protesto, em entrevista ao site do O Globo. O garoto estuda arquitetura e contou que, um dia, quer projetar um parque de diversões.

Perto da total demolição, a tendência é que o espaço que já foi o Terra Encantada seja usado para a construção de estabelecimentos comerciais e residenciais.

Deixe seu comentário

Felipe Lucena506 Posts

Felipe Lucena é jornalista, roteirista e escritor. Filho de nordestinos, nasceu e foi criado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apesar da distância, sempre foi (e pretende continuar sendo) um assíduo frequentador das mais diversas regiões da Cidade Maravilhosa.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password