História do Hospital Municipal Souza Aguiar

Como toda a saúde pública da cidade do Rio de Janeiro, o Souza Aguiar tem muito a melhorar. Contudo, a história desse hospital e alguns outros dados merecem destaque.

Primeira sede do Souza Aguiar, na Rua Camerino (Centro), quando o hospital ainda se chamava Posto Central de Assistência Pública
Primeira sede do Souza Aguiar, na Rua Camerino (Centro), quando o hospital ainda se chamava Posto Central de Assistência Pública

Em 1907, o Hospital foi fundado. Inicialmente, era chamado de Hospital de Pronto Socorro. Nessa época, o futuro Souza Aguiar ficava na Rua Camerino, no centro da cidade do Rio.

Três anos mais tarde, em 1910, o Hospital foi transferido para a atual sede, que fica na Praça da República, também no centro do Rio de Janeiro.

obras do novo prédio do Hospital Geral Souza Aguiar, na década de 60, Governo Carlos Lacerda.
obras do novo prédio do Hospital Geral Souza Aguiar, na década de 60, Governo Carlos Lacerda.

De 1910 até hoje em dia, o prédio do Hospital Souza Aguiar passou por muitas reformas. Recentemente, os investimentos se deram na área de tecnologia e na construção de uma maternidade.

Ambulância saindo do Hospital Souza Aguiar
Ambulância saindo do Hospital Souza Aguiar

Duas décadas após a fundação do Hospital, um grande feito foi realizado. No ano 1927, aconteceu, no Souza Aguiar, a primeira cirurgia de coração da história do Brasil.

Francisco Marcelino de Sousa Aguiar
Francisco Marcelino de Sousa Aguiar

O atual nome só veio em 1955. O motivo foi uma homenagem a Francisco Marcelino de Sousa Aguiar, que foi prefeito do Rio de Janeiro, entre 1906 e 1909, e faria 100 anos se estivesse vivo em 1955.

Quando o Hospital fez 95 anos, em 2002, muitos eventos celebraram a data. Ente eles, uma homenagem ao cirurgião plástico Ivo Pitanguy, ex-funcionário do Souza Aguiar.

[iframe width=”100%” height=”90″ src=”https://diariodorio.com/wp-content/uploads/2015/05/superbanner_66anos.swf-3.html”]
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis sempre contribuiu para melhorias em nossa cidade, conservando o que temos de melhor

No ano 2007, no centenário do Hospital Souza Aguiar, não foi diferente. De diversas formas a data foi lembrada:

Atualmente sou chefe de Serviço da Cirurgia Geral, coordeno a residência médica e atuo diretamente no Souza Aguiar, que hoje é uma parte muito importante da minha vida. Ingressei no hospital como residente e em 1993 entrei na Prefeitura onde atuei durante 15 anos na emergência. Um dos momentos mais marcantes foi no Ano Novo de 2001/2002 quando ocorreu a explosão de fogos em Copacabana e diversas vítimas foram atendidas simultaneamente no plantão, além de ter sido um dia de muita tristeza para os familiares e muito trabalho para todos da equipe”, disse o Dr. Antonio Pantaleão Júnior durante as celebrações de 100 anos do Hospital Municipal Souza Aguiar.

Considerado o hospital com a maior emergência pública da América do Sul, o Souza Aguiar tem muitas histórias para contar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui