Nesta sexta-feira (27/03), o Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), na Zona Norte do Rio de Janeiro, terá um de seus prédios esvaziados para receber pacientes infectados de maneira grave pelo Coronavírus. A determinação é do Ministério da Saúde.

Ao todo, o HFB terá 170 leitos, e a tendência é que eles sejam ocupados somente por adultos com a doença já confirmada.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Segundo Carlos Assef, coordenador assistencial adjunto do hospital, o local será um centro de referência para tratar de casos graves do Coronavírus.

A expectativa é que, já a partir da próxima segunda-feira (30/03), os pacientes sejam internados – eles ficarão isolados de todos os outros do hospital.

Além da internação e tratamento de pacientes adultos já infectados pelo Coronavírus, o Hospital Federal de Bonsucesso, devido à sua qualificação na área materno-infanfil, será referência também para gestantes e crianças que estejam com suspeita de Covid-19 em todo o estado do RJ.

Vale ressaltar, entretanto, que esses pacientes (gestantes e crianças) serão enviados de unidades de atenção básica de saúde ou hospitais para o HFB através do sistema de regulação, e que o Hospital Federal de Bonsucesso não realizará testes para saber se a pessoa está infectada pelo Coronavírus.

Os pacientes que já estavam internados no HFB em decorrência de outros problemas de saúde (que não o Covid-19) estão sendo removidos para outros prédios do próprio local ou para os demais hospitais federais da cidade, como Andaraí, Cardoso Fontes, Ipanema, Lagoa e Servidores, onde continuarão seus respectivos tratamentos.

Uma medida importante tomada pelo HFB para receber os pacientes com Coronavírus foi a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), destinados aos profissionais de saúde.

Já estão escotados no local 300 luvas, 30 mil máscaras cirúrgicas, 4 mil máscaras N95, 7 mil aventais, 50 mil toucas e 200 proteções acrílicas para o rosto.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui