Secretário de Saúde do RJ, Carlos Alberto Chaves, no Hospital Modular de Nova Iguaçu - Foto: Divulgação

Cerca de 10 meses após a conclusão das obras, foi inaugurado na manhã deste sábado (03/04) o Hospital Modular de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Estiveram presentes na cerimônia o governador em exercício, Cláudio Castro, e o secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves.

Com expectativa de começar a receber pacientes já a partir deste sábado, a unidade terá inicialmente, 150 leitos disponíveis, isto é, apenas metade da capacidade total (300).

De acordo com a Governo do Estado, pacientes serão alocados no hospital de maneira gradual. Discriminadamente, são 60 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) e 90 de enfermaria neste primeiro momento.

”É um hospital de altíssima complexidade. A questão de gases, todos os equipamentos, as normas técnicas… É um hospital de primeiro mundo. E ser chamado de hospital de campanha, ou até mesmo de modular, diminui, muitas vezes, a importância e o tamanho de um hospital como esse. Um hospital de 300 leitos construído em menos de 1 ano. A gente tem a mania de olhar o copo meio vazio, mas é um grande equipamento em menos de 1 ano”, disse Cláudio Castro.

Vale ressaltar que, após a pandemia, o hospital será utilizado com outro intuito, ainda a ser decidido. ”Estamos acompanhando o dia a dia da evolução pandemia. Esse hospital, no momento, ele é pra Covid. Mas, quando terminar essa pandemia, com a vacinação e outros cuidados normais, ele vai ser transformado em outro hospital. Ou vai ser um retaguarda pra Baixada Fluminense, regional, ou um outro tipo de hospital”, detalhou Carlos Alberto Chaves.

Respectivamente, Cláudio Castro e Carlos Alberto Chaves – Foto: Reprodução

A construção do Hospital Modular de Nova Iguaçu terminou em junho de 2020. Ao todo, as obras custaram cerca de R$ 50 milhões aos cofres estaduais. O nome oficial da unidade, Dr. Ricardo Cruz, homenageia um dos cirurgiões mais respeitados do país, que faleceu vítima de Covid-19.

1 COMENTÁRIO

  1. Para mim, e pode ser até que eu esteja enganado, mas me parece ser a primeira obra significativa do Governo Cláudio Castro. Espero que este Hospital Modular de N. Iguaçu esteja bem equipado e que o atendimento seja sempre eficiente e humano, principalmente! Pois que é uma lástima a qualidade do serviço público de Saúde no Rio de Janeiro há muitos anos, mas não perdemos a esperança que essa enorme dívida social com o cidadão fluminense comece enfim a ser resgatada, em algum momento.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui