Hotéis de Copacabana são requisitados pelo TRE para serem zonas eleitorais

O setor hoteleiro foi um dos que mais sofreu durante a pandemia. Com a decisão do TRE, os prejuízos econômicos podem ser maiores

Copacabana é sempre um dos destinos preferidos pelos turistas norte-americanos / Praia de Copacabana: Reprodução

As decretações de lockdown no Brasil e mundo à fora impactaram de forma contundente a economia global. Mas, certamente, nenhum setor sentiu tanto esse impacto quanto o setor de turismo e toda as sua cadeia produtiva, como o segmento hoteleiro.

Como se não bastassem todos os prejuízos sofridos pelos hotéis em razão da pandemia do Covid-19, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) está visitando estabelecimentos em Copacabana, na Zona Sul da cidade, para analisar a viabilidade de usá-los como postos de votação nas eleições de 2022, conforme noticiou o colunista Cláudio Magnavita, do Correio da Manhã Brasil.

Segundo Magnavita, os técnicos do TRE agem de forma equivocada e prejudicial para os hotéis e hóspedes, uma vez que “estão fazendo isso sem considerar as características específicas do negócio hoteleiro que envolvem segurança dos hóspedes e a necessidade de acesso seletivo às instalações,” disse o colunista.

Para o hotéis visitados, a situação não poderia ser mais desastrosa. Para que os estabelecimentos não tenham os seus espaços confiscados, devem apresentar os contratos de locação e de eventos. Porém, faltando pouco mais de 100 dias para as votações, é difícil fazer a confirmação e contratação dos locais. Além disso, a adaptação de um espeço hoteleiro em uma zona de votação exige logística e gastos extras consideráveis aos hotéis, com energia elétrica, refrigeração, reforço na segurança, além do transtorno gerado aos funcionários e hóspedes.

Segundo a coluna, os motivos que levaram o Tribunal Regional Eleitoral a tal investida seriam ligados a interesses do setor bancário. “Corre à boca pequena que a transferência das zonas eleitorais de Copacabana atende um lobby dos bancos,” afirmou Cláudio Magnavita.

Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. A Justiça gosta de palácios!! Nada me surpreende. A conexão com o povo é ZERO. Demitir juízes e funcionários da Justiça faria muito bem à nação.

    O Rio de Janeiro tem escolas a dar com pau. Porque não as utiliza?!

  2. Tanto estabelecimento de ensino além de casas de shows e esses idiotas do TRE vão requisitar os hotéis… É um país com servidores públicos de merda mesmo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui