How to be a carioca, Como ser um carioca

HTB_cover_m Este livro de 1992 que já foi muito comentado na cidade, How to be a Carioca, é um clássico, praticamente um tratado de antropologia e sociologia que tem como objeto de estudo o Homus Cariocas.

Há várias pérolas como a que explica o trânsito carioca:

Para a fazer ultrapassagens em túnel: aproxime-se do carro à frente mantendo uma distância máxima de 50 centímetros, pisque os faróis altos pelos menos cinco vezes, reduza a marcha e passe bruscamente para a pista da direita sem usar as setas; depois, acelere até o fundo, gesticule. xingue e acene com a cabeça para deixar clara sua reprovação ao passar pelo carro lerdo.

Para estacionar no Rio:

todos os locais onde não haja um guarda são permitidos, de preferência nas modalidade One wheel on the side walk procedure (Procedimento uma roda na calçada), Screw the pedestrian procedure (ou dane-se o pedestre, pondo as quatro rodas na calçada) e The door dinging procedure (Procedimento batendo as portas), em que os carros ficam lado a lado de forma que ninguém abra a porta sem bater no vizinho.

Há as quatros frases de ouro para o gringo no Rio:

1. "E aí, mermão, beleza?" (So what’s up, buddy? Everything cool?)

2. "O negócio é o seguinte…" (The story is the following…)

3. "Num dá pra dar um jeitinho?" (Isn’t there a way around this?)

4. "…uma estupidamente gelada…" (an extremely cold beer)

Apesar do livro ter tido várias edições, nunca foi atualizado e tem pérolas de 15 anos atrás como avisavar aos turistas para ter paciência na hora de esperar linha ao telefone e ao trocar dólar que ele flutuava todo dia com inflação, Ortn etc.

Para quem quiser comprar a dica do Victor Pimentel, do Bla Bla Gol, é de que há em qualquer livraria ou pode ser encontrado em sebos da São José ou da Carioca.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui