O começo da eleição para o Senado vem bem embolada, de acordo com a pesquisa IBOPE para Senador, Flávio Bolsonaro (PSL), com 15%, Cesar Maia (DEM) e Lindbergh Farias (PT) com 13% e Chico Alencar (PSol) com 11%, estão todos tecnicamente empatados. Lembrando que este ano escolhemos dois candidatos ao Senado.

Para efeito de comparação, a pesquisa BigData de 15 de agosto, mostrava Flavio com 24%, Maia com 15%, Chico com 14% e Lindbergh com 10%. Será então que a vaga de Flávio Bolsonaro que muitos consideravam certa, não é tão certa assim? É bom lembrar que tirando o poder do pai, Jair Bolsonaro, a família não tem candidato a governador no estado, e isso pode prejudicar bastante sua campanha.

Cesar Maia continua com potencial alto de vitória, especialmente com a subida de seu candidato a governador, Eduardo Paes (DEM), que pode alavancar sua candidatura. Entretanto, ele precisa torcer para o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) acelerar para ajudar na transferência de voto.

Não creio que vá para o Senado, Lindbergh e Chico, acho que o 2º pode subir bastante nas intenções de voto para a frente, especialmente que Lindbergh tem nestes 15% seu teto e tem como candidata ao governo a fraquíssima Marcia Tiburi (PT). Enquanto Chico conta com Tarcísio, Freixo e a questão de Marielle Franco que deve continuar no meio do debate eleitoral.

Cyro Garcia (PSTU), Miro Teixeira (Rede) e Pastor Everaldo (PSC), aparecem cada um com 6%. Já Arolde de Oliveira (PSD) e o senador e candidato de Crivella, Eduardo Lopes (PRB) têm apenas 4%, deve estar batendo um desespero na Prefeitura e na IURD. Mattos Nascimento (PRTB) aparece com 3%, enquanto Aspasia Camargo (PSDB) e José Bonifácio (PDT) têm 2%. Em seguida aparecem Fernando Fagundes Ribeiro (PCO), Marta Barçante (PCB) e Samantha Guedes (PSTU) com 1% cada.

Do total de eleitores entrevistados, 32% declararam que vão anular ou votar em branco na primeira escolha para senador — no segundo voto ao Senado o índice sobe para 39%. Por fim, 40% dos eleitores declararam que não sabem em quem vão votar ou não responderam.

A pesquisa foi realizada entre os dias 17 e 20 de agosto com 1.204 eleitores de 39 municípios. O nível de confiança é de 95%, e o levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral com o número RJ-03249/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-00596/2018. A pesquisa foi contratada por Globo Comunicação e Participações S/A e Editora Globo S.A.

No vídeo abaixo a análise sobre a pesquisa Ibope para governador do Rio em 2018:

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui