Imagem meramente ilustrativa - Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Com doses da Pfizer e da AstraZeneca, idosos que se vacinaram na cidade do Rio de Janeiro (independentemente das vacinas que tomaram na primeira e na segunda) tomarão a terceira dose a partir de setembro. A decisão foi anunciada pelo Comitê Científico da Prefeitura, nesta segunda-feira, 23/08. O intuito é conter a propagação da Variante Delta.

Outra possível nova estratégia da vacinação no Rio de Janeiro seria a antecipação no intervalo entre a primeira e a segunda dose. Contudo, a vacinação da terceira dose para idosos foi priorizada e anunciada pelo Comitê Cientifico nesta manhã.

Na última sexta-feira, 20/08, foi informado pela Prefeitura da cidade do Rio que estamos vivendo o pico da doença neste ano, por causa do avanço da Variante Delta. O prefeito Eduardo Paes afirmou ainda que, apesar do aumento nos casos, a cidade conta com uma queda no agravamento dos casos e no número de óbitos.

A terceira dose para idosos deve ser uma estratégia nacional. De acordo com o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, o governo federal já considera que a terceira dose é necessária, mas deve aguardar o resultado de uma pesquisa encomendada com a universidade de Oxford antes de começar as aplicações.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui