Drive thru no Campus Gragoatá da UFF, em Niterói, um dos locais onde ocorreu a irregularidade | Foto: Divulgação/Prefeitura de Niterói

Familiares que gravaram os momentos de aplicação da vacina em idosos denunciaram que houve falsa aplicação do imunizante. Os casos, que viralizaram na internet, aconteceram em Petrópolis e em Niterói.

Em Niterói, um vídeo mostra o momento em que uma técnica insere a seringa, mas não aplica a dose em um idoso. Na hora que ele é vacinado, os parentes comemoraram, mas depois, ao rever as imagens, eles perceberam que havia algo errado. De acordo com a prefeitura de Niterói, a enfermeira foi afastada da função e será investigada pela Secretaria Municipal de Saúde. Eles destacam ainda que o idoso recebeu o imunizante em casa.

Já em Petrópolis, o caso foi um pouco diferente: foi utilizada uma seringa vazia em uma idosa. Nas imagens, é possível ver a técnica em enfermagem tentando tirar a proteção da agulha da seringa. O familiar da idosa, que está no banco de motorista e filmando a ação, diz que é melhor trocar. A técnica então se dirige à tenda montada e pega outra seringa. Ao retornar, a seringa sem dose é aplicada na idosa.

Em nota, a prefeitura de Petrópolis confirmou que a seringa estava vazia e afirmou que entrou em contato com o familiar da idosa, e já realizou a aplicação do imunizante na paciente. A técnica de enfermagem, que foi filmada no momento da falsa aplicação, foi afastada e será ouvida nesta segunda-feira (15/02) em um procedimento interno.

Caso no Rio de Janeiro

No Rio, os profissionais que aplicam a vacina foram orientados a mostrar a seringa sendo cheia de imunizante antes da aplicação, para evitar fraudes e dar mais segurança no processo.

Mesmo assim, na capital fluminense a família de uma idosa também registrou imagem do momento da vacinação e percebeu que a dose não foi aplicada. Após um familiar chamar atenção do profissional de saúde, a seringa foi novamente injetada e a vacina aplicada. O agente que aparece no vídeo não estava identificado.

O caso ocorreu na sexta-feira (12/02). No sábado (13/02), a família voltou ao Parque Olímpico e procurou a coordenação do posto de vacinação, que informou que apuraria o ocorrido. Até agora, a família não recebeu retorno.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio confirmou ao portal de notícias G1 que houve uma intercorrência na aplicação da dose em um paciente, mas que a situação foi imediatamente resolvida.

A secretaria recomendou que, em caso de dúvida sobre a aplicação, os familiares questionem imediatamente os profissionais de saúde. Fotos e imagens estão totalmente liberadas no momento da aplicação da vacina.

10 COMENTÁRIOS

  1. Eu acho desnecessário os julgamentos, a enfermagem tem compromisso com o seu trabalho apesar de mal remunerada. Quem garante que estão infiltrando pessoas tercerizadas exatamente para isso. Espero que investigue.

  2. E se ao invés de soro colocarem água ninguém ia perceber se não houver punição exemplar as vacinas não vão funcionar e a vacina vai perder toda a credibilidade, tem que ver para quem é interessante isso, dúvida que uma mera enfermeira seja cabeça de um caso desse envolve muita coisa grande ainda mais no Rio de janeiro

  3. No meu entendimento essa pessoas se é que dá pra se chamar de pessoas deveria ir pra cadeia e ficar lá até o final da vacinação no país, cadeia normal sem privilégio algum sem direito a fiança e sem direito a advogados
    Isso que estão fazendo e assassinato

  4. Podem ter certeza que têm vários envolvidos no desvio da vacina, é só chamar na delegacia é fazer como o falecido, Wagner Montese, dizia dá umas bolachas de água é sal, que vão falar tudo, quem faz isso não é profissional de saúde.
    São bandidas,
    que devem ser banidas da saúde é do convívio dá sociedade.
    QUERO DEIXAR AQUI PARA OS VERDADEIROS PROFISSIONAIS DA SAÚDE, PARABÉNS.

  5. SÓ PETROPOLIS E NITEROI E QUEM GARANTE QUE MUITAS DAS OUTRAS SÃO FALSAS COM SORO TAMOS F…. PARAR COM VACINAÇÕES E SOMENTE RECOMEÇAR QUANDO TIVER BASTANTE QUE NÃO INTERESSE A COMERCIALIZAÇÃO COVARDES TRAIRAS SAFADOS CANA MELHOR SERIA CORDINHA POR TRAIÇÃO

  6. Edmilson Ávila falou no RJTV-1 que está sob investigação a possível ocorrência de peculato desvio praticado por esses “profissionais“ da saúde. Mas a verdade é que vai muito além. Alguns podem ter praticado também movidos por sentimentos ideológicos, como possível uma pessoa antivacina que trabalhe na saúde.
    Qualquer que seja é muito grave e criminoso.
    Não vamos esquecer que muitas unidades de saúde estão sob gestão de terceiros: Organizações Sociais, sociedades empresariais. São muitos os terceirizados com poder que deveria estar sendo bem fiscalizado de perto.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui