Imagem de São Jorge é recolocada em praça de Irajá após ato de intolerância religiosa

Umbandistas e católicos participaram de uma procissão em nome da diversidade de crença

Foto: Reprodução

Representantes da Umbanda e fiéis da Igreja Nossa Senhora da Apresentação se uniram pela fé. Na última terça-feira, (26/04), os grupos religiosos se juntaram em um ato em defesa da liberdade de crença e para restaurar uma imagem de São Jorge que foi destruída Praça do Chafariz, em Irajá, Zona Norte.

A ação começou com uma missa celebrada pelo bispo auxiliar, Dom Catelan, e continuou com uma procissão até a praça onde ocorreu o vandalismo. A Praça do Chafariz ganhou no ato uma nova imagem de São Jorge, doada pelo relator da CPI que investigou os crimes de discriminação religiosa no Rio, Átila Nunes.

A Coordenadoria da Diversidade Religiosa esteve no ato representada pelo seu coordenador, Pai Márcio de Jagun, que registrou o caso na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, aDECRADI. “Um ato como o que organizou os umbandistas e católicos nesta terça mostra o quanto é importante a harmonia entre as crenças para a reconstrução do caminho da paz, tão sonhado pela humanidade”, afirmou Pai Márcio de Jagun.

Para o Bispo Dom Catelan, somente com respeito e diálogo a sociedade alcançará o verdadeiro progresso. “É muito importante que continuemos unidos contra o preconceito e a violência. O verdadeiro amor de Deus está nos nossos corações”, completou o bispo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui