Provavelmente Marcelo Crivella (PRB) é o prefeito mais impopular da história do Rio, é a soma da baixa representatividade de sua eleição, com sua própria incompetência e inoperância. E agora ele tem um adicional para uma crise em seu governo, o falecimento de seu vice, Fernando Mac Dowel. Como dissemos anteriormente, o próximo na sucessão passou a ser o presidente da Câmara, Jorge Felippe (MDB).

Pois, a coluna Radar, na revista Veja desta semana, traz uma nota que pode ser preocupante para o atual prefeito. De acordo com o colunista “existe um grupo na Câmara do Rio articulando o impeachment de Marcelo Crivella. Essa turma quer ver Jorge Felipe como prefeito da cidade.

É claro que se fizerem uma enquete agora na Câmara, poucos vereadores declararão que votariam para um, ainda inexistente, impeachment contra Crivella. Mas se o processo começar, dificilmente o ex-bispo vai conseguir segurar, ele é conhecido por não respeitar os acordos com políticos e nem de receber vereadores, além de uma base política irrisória na Câmara. Isso somado ao baixo apoio na população carioca, torna um impeachment uma ideia esperando acontecer.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui