Iniciativa do Governo do Estado, a Carreta do Trabalhador já realizou mais de 1.876 atendimentos

Com apenas um dia de cadastro realizado, o cozinheiro Francisco de Assis, de Duque de Caxias, já conseguiu uma vaga de trabalho formal

A Carreta do Trabalhador prestará atendimento nesta sexta-feira, das 9h às 15h, na Catedral Metropolitana do Rio, no Centro / Divulgação

A unidade da Carreta do Trabalhador está realizando o sonho de muitos trabalhadores de reconquistar um lugar no mercado de trabalho. Iniciativa do Governo do Estado, a unidade prestará serviço nesta sexta-feira (5), no pátio da Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, na Av. Chile, nº 245, o Centro, das 9h às 15h. Em funcionamento, desde abril, a Carreta do Trabalhador já prestou 1.876 atendimentos e realizou 296 encaminhamentos de currículos em diferentes cidades do Rio.

Francisco de Assis do Vale conseguiu emprego através da Carreta

Um dos usuários do serviço estadual, o cozinheiro Francisco de Assis do Vale Souza, de 37 anos, conquistou uma tão almejada vaga de emprego somente um dia após o seu cadastramento no balcão de empregos da Carreta, durante a ação na Catedral Metropolitana.

“Consegui um trabalho, graças a Deus deu tudo certo. Eu vim em um dia fazer o cadastro e no outro já recebi a notícia de que tenho uma entrevista marcada para uma vaga de merendeiro”, afirmou exultante, o cozinheiro.  

Entre os serviços disponíveis na Carreta do Trabalhador estão: seguro-desemprego, cadastro no aplicativo Mais Trabalho RJ, apoio à elaboração de currículos, intermediação de mão de obra, orientação sobre carteira de trabalho digital, entre outros. Não é necessário fazer inscrição para ter acesso ao atendimento.

Desempregado há três anos, o auxiliar de serviços gerais, Ricardo Willian Silva Conde, 38 anos, afirmou estar confiante em conquistar um novo posto de trabalho e retomar uma vida de produtividade e dignidade.

“Fiz meu cadastro para ver se consigo um emprego como auxiliar de serviços gerais e aproveitei para tirar a carteira de trabalho digital. Há três anos eu estou desempregado, fazendo biscates para suprir as minhas necessidades. Eu desejo um emprego na minha área, mas o que Deus reservar para mim está bom. Estou confiante,” disse o morador de Duque de Caxias.

Já, o morador do Centro do Rio, Rafael Monteiro de Souza, de 37 anos, depois de um longo período desempregado, fez um curso de barbeiro e conseguiu um emprego na sua nova área de atuação. Infelizmente, Rafael foi demitido há dois meses e agora busca uma nova recolocação, através da sua atualização cadastral junto à Carreta do Trabalhador.  

“Vim em busca de um emprego de carteira assinada. Estou atualizando meu cadastro para ver se eu consigo algum trabalho. Saio daqui hoje com a esperança renovada,” comentou o barbeiro. 

Após finalizar a etapa de atendimento na Catedral Metropolitana do Rio, a unidade móvel cumprirá nova missão em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense do Estado, no dia 13 de agosto. Os trabalhadores locais poderão acessar os serviços estaduais no CIEP 417 José do Patrocínio, na Rua Dom Aquino Correa, Parque São Jorge.

A Carreta do Trabalhador é uma unidade móvel com aproximadamente 60 metros quadrados destinada a oferecer os serviços da Casa do Trabalhador e do Sine à população fluminense. Com 13 guichês de atendimento e infraestrutura moderna e adaptada, a Carreta, que percorre todo o Estado, pode atender mais de 300 pessoas por dia.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui