Foto: Reprodução/youtuve/DIÁRIO DO RIO

Em entrevista ao DIÁRIO DO RIOZé Paulo Sierra (interprete da Viradouro), Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon (carnavalescos da Viradouro) falaram sobre o título de 2020 e as perspectivas para o carnaval de 2020. Os convidados também responderam a perguntas enviadas pelos leitores.

Os carnavalescos e o intérprete foram campões pela 1ª vez no Grupo Especial pela 1ª vez e contaram a sensação da vitória de 2020. Zé Paulo, Marcus e Tarcísio destacaram que a construção do campeonato foi obtida por meio um trabalho dedicado, estratégico e planejado de toda a equipe da escola de Niterói, que é apaixonada pela comunidade.

Tarcisio destacou que o enredo de 2020 “Viradouro de alma lavada” casou com a escola que tem uma alma feminina e já homenageou mulheres como Dercy Gonçalves e Bibi Ferreira. “a gente tem traduzido a Viradouro como ela gosta de se vestir, como ela gosta de se comunicar, tudo casou de uma maneira sincera, verdadeira e com muito trabalho”.   

No ano em que o carnaval foi cancelado em razão da pandemia da Covid-19, Marcus e Tarcísio ressaltaram a importância de realizar o carnaval com segurança e a necessidade de preservação de todos para que seja possível o encontro em 2022. Zé Paulo, que começou sua carreira bem cedo e há anos vive inserido no mundo carnavalesco de maneira profissional,destacou que a sensação é de que parece que “parou um pouco no tempo e não entender direito o que está acontecendo”.

Sobre o enredo para o Carnaval de 2022 “Não há tristeza que possa suportar tanta alegria”, Tarcísio destacou queViradouro aposta no espirito do tempo e acredita que mesmo sem carnaval este ano, o enredo ganhe ainda mais força.

Se não tiver carnaval este ano o enredo perde a força? Não, pelo contrário, porque estamos com mais vontade ainda de estar na Sapucaí, com mais saudade de viver esse carnaval. O enredo da Viradouro vem contar a história do Carnaval de 1919, o primeiro após a gripe espanhola e a 1ª guerra mundial, que foi considerado o maior carnaval do século passado”, afirma Tarcísio.

Zé Paulo destacou que enredo de 2022 é propício para o momento que a sociedade passa. ” o enredo é muito pertinente, a gente ainda passa por esse momento crítico, acho que a vacina é a grande solução. Então o enrendo é bem atemporal ao meu ver. Acredito que em 2022 vamos conseguir fazer o maior carnaval de todos os tempos. Não só a Viradouro, mas as escolas em geral vão se preparar para isso”.

Confira a entrevista completa.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui