Secretário Saúde do Rio Daniel Soranz | Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio mudou o intervalo mínimo entre a primeira e segunda dose da vacina da Pfizer para 21 dias para quem tem 30 anos ou mais. Quem está nessa situação deve procurar uma unidade para completar seu esquema vacinal.

Neste sábado (23/10), a vacinação contra a Covid-19 será destinada à primeira dose para todas as pessoas com 12 anos ou mais e à dose de reforço para pessoas com 67 anos ou mais.

Pacientes com alto grau de imunossupressão com 12 anos ou mais e profissionais e trabalhadores da saúde que tomaram a segunda dose na cidade do Rio até 31 de março também podem receber a dose de reforço.

Trabalhadores da saúde são os que atuam em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde, ou seja, que trabalham em estabelecimentos de serviços de saúde. Para aplicação da dose de reforço, devem apresentar comprovante de vacinação da cidade do Rio de Janeiro e carteira profissional válida ou os três últimos contracheques.

Quem vai receber a vacina deve apresentar identificação original com foto, número do CPF e, se possível, a caderneta de vacinação. Para a segunda dose, é importante levar também o comprovante da primeira aplicação.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui