Após ficar 17 anos sem ter uma edição impressa e voltar no ano passado, o Jornal do Brasil vem sofrendo com ações da Justiça Trabalhista. A questão é que os problemas jurídicos da empresa são de responsabilidade das gestões anteriores e isso está bloqueando a folha salarial dos atuais profissionais da casa.

“Justiça do Trabalho bloqueia R$ 600 mil e a folha do JB. Claro, ações do passado. A última de 1999! Parte da redação quer fazer greve por não ter recebido o salário, graças à (in)justiça do trabalho…”, escreveu Omar Catito Peres, presidente do JB, em uma rede social.



Presidente do Diário do Rio, Claudio Castro, engrossa o coro levantado por Catito.

“É um absurdo que a justiça brasileira seja tão desconectada da realidade; o JB de hoje claramente não é a mesma empresa de outrora, fato público e notório; e os seus empregados atuais assim como seus proprietários atuais não deveriam ser atingidos por ações contra outra empresa, que tem outros donos, e que apenas usava a mesma marca ‘Jornal do Brasil'”, opina Claudio.

Desde que voltou a ter uma edição impressa, o Jornal do Brasil, neste período de um ano, vem em uma crescente, retomando seu grande espaço e importância na imprensa carioca e brasileira.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui