Jeffrey Niña volta a ser eleita a melhor cerveja do Mondial de La Bière

E a melhor cerveja do Mondial de La Bière 2015 é carioca de novo! E de novo é a Jeffry Niña, a cerveja do patinho!Ao todo foram mais de 800 rótulos em exposição na feira, e o patinho carioca garantiu o primeiro lugar na votação.

Além da Niña, a Jeffrey trouxe outras quatro cervejas para o evento. O lançamento, uma Red Pilsen, novidade no mercado de cervejas, que leva em sua receita um malte alemão raro e um fermento checo de mais de 500 anos de cultivo. Além dela, as cervejas criadas junto com os chefs, Roberta Sudbrack, Thomas Troisgros e Pedro de Artagão, os Jeffrey Friends, que foram super elogiadas pelo público que esteve presente nos quatro dias de feira, no Píer Mauá. O patinho inovou, trouxe os chefs para dentro de seu stand e eles cozinharam na frente do público, uma experiência única para quem esteve presente na feira. Seus pratos harmonizaram perfeitamente bem com suas cervejas expostas.

Quando pensamos na nossa Red Pilsen, queríamos fazer a Pilsen mais gostosa que provamos na vida. Mas fomos mais além. Inventamos algo que não existe no mercado e lançamos aqui. Fazendo a contagem das vendas, a Red vendeu quase tanto quanto a Niña, o que pra gente é maravilhoso, já que a Niña, nosso primeiro rótulo, foi duas vezes eleita a melhor cerveja do Mondial de La Bière“, comenta Gilson Val, sócio da marca.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui