Na eleição para prefeito do Rio de 2020 já temos 22 pré-candidatos! É que de acordo com Cássio Bruno/O Dia, o ex-vereador Jerominho pode ser o candidato do PMB, o Partido da Mulher Brasileira. Mesmo partido que sua filha, Carminha, é pré-candidata a vereadora.

Para quem não se lembra, Jerominho foi vereador do Rio de Janeiro e foi preso em dezembro de 2007. Em 2018 ele foi absolvido da acusação de ser mandante da morte do motorista de van Rodrigo Costa, em 2005, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. A vítima sobreviveu ao ataque. Jerônimo foi acusado, no início dos anos 2000, de comandar a maior milícia do Rio.

Apesar destas prisões, e de pesar contra ele a acusação de comandar uma milícia, Jerominho não está com os direitos políticos suspensos. Só que, se candidato pelo PMB, não se preocupe em ter um debate entre ele e Marcelo Freixo (PSol), é que seu partido não possui representantes no Congresso e não precisaria ser convidado para os debates.

1 COMENTÁRIO

  1. Como é possível um líder de uma organização criminosa pretender um cargo público?
    E mais. Como é possível que ninguém se levante, vendo isso com normalidade?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui