rio2011Assustadora a nota publicada no Ex-Blog do Cesar Maia de hoje. De acordo com o ex-prefeito, com dados de artigo de Elio Gaspari os Jogos Militares de 2011 que acabaram de acontecer em nossa cidade custaram mais caro que o Pan de 2007.

 

Enquanto o Pan com a construção de vários equipamentos (Engenhão, Maria Lenk, Arena Multiuso etc…) custou aos cofres públicos R$ 1 bilhão e 900 milhões, os Jogos Militares sem construir nada e aproveitando os equipamentos do Pan custou R$ 1 bilhão e 800 milhões. E isso sem 1/10 do impacto na mídia que teve o Pan.

 

Tem que ver isso aí… e que na Copa 2014 e Rio 2016 não se repita. Veja o artigo de Cesar Maia:

 

JOGOS MILITARES-2011 CUSTARAM QUASE O MESMO QUE O PAN-2007! COMO É POSSÍVEL?
1. Em 29 de junho de 2011, a Folha de SP informou que o TCU apontou que o custo dos Jogos Militares já havia chagado a 1 bilhão 521 milhões de reais. E que isso era um acréscimo de 29% sobre o orçado, mas que em 2010 já havia ocorrido um ajuste para 1 bilhão e 481 milhões de reais. Só para "gestão e administração" (ou seja, para a burocracia) houve um acréscimo de R$ 123,7 milhões.

2. Neste domingo -7 de agosto de 2011- a coluna do Elio Gaspari na Folha de SP e OG informou que o custo dos Jogos Militares foi de 1 bilhão e 800 milhões de reais.

3. Vale a pena comparar com o PAN-2007. Com as exigências do COI ao COB em 2004, os equipamentos a serem construídos teriam que ser de dimensão e qualidade olímpicas. Com isso, abandonou-se o orçamento apresentado no México e se elaborou novo orçamento dando dimensão olímpica.

4. O governo federal só começou a investir de fato no PAN-2007 no segundo semestre de 2006. Para se apropriar do evento, inventou números que nada tinham que ver com o evento, como o novo aeroporto Santos Dumont, que começou no governo anterior. Mas, de qualquer forma, os gastos federais no PAN foram fundamentais. Alcançaram 800 milhões de reais, incluindo a reforma do Maracanãzinho, os equipamentos da Vila Militar, a participação de 70 milhões de reais nos equipamentos da Barra e as festas de abertura e encerramento do PAN.

5. Os gastos efetivos da Prefeitura do Rio que geraram desembolso efetivo somaram 1 bilhão e 100 milhões de reais. A prestação de contas foi feita na capa do Diário Oficial do Município na semana seguinte ao PAN-2007, e incluíram o Engenhão, a Arena Olímpica, o Parque Aquático e o Velódromo, estes 2 últimos com participação federal. Além disso, todo acesso aos equipamentos na Barra, com duplicação da Avenida Abelardo Bueno, viadutos, entre outros.

6. O governo do Estado do Rio só aplicou com recursos federais, que estão incluídos naqueles 800 milhões. Nada aplicou com recursos próprios.

7. Com isso, os Jogos Pan-americanos de 2007 custaram aos cofres públicos 1 bilhão e 900 milhões de reais, valor próximo aos 1 bilhão e 800 milhões de reais dos Jogos Militares, mesmo ajustando pela inflação do período. Esses não precisaram investir um centavo em equipamentos, pois todos estavam construídos.

8. Vale uma prestação de contas dos Jogos Militares de 2011 para saber como isso pode ter ocorrido e, assim, adotar medidas prudenciais quanto a 2014 e especialmente 2016.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui