Pelo jeito o apelido do candidato a reeleição, Marcelo Crivella (Republicanos), de “Pai da Mentira” vai pegar. É que durante o Debate da Band, o candidato acusou o presidente da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, Jorge Felippe (DEM), de estar segurando a votação do projeto do prefeito que reduz o IPTU na cidade a pedido de Eduardo Paes (DEM). Segundo Crivella, Felippe lhe teria confidenciado esta articulação.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

E é claro que Jorge Felippe teve de se pronunciar:

Não fica bem, um homem na sua posição, mentir descaradamente como o senhor está fazendo. Dá-se a impressão que o desespero é tamanho que à medida que se aproxima 29 de novembro suas mentiras estão aumentando assustadoramente. Prefeito, corrija-se, peça desculpa, pare de ter essa postura mentirosa, O povo não respeita as pessoas que mentem. Horrorizado, assisti às mentiras deslavadas que o senhor proferiu no debate. Entre elas, que eu teria lhe dito que o prefeito Eduardo Paes havia pedido para não tramitar os seus projetos de IPTU. Nunca lhe disse isso. Nunca foi objeto de discussão contigo ou com o Eduardo Paes – afirmou.

Apesar de estar no DEM atualmente, Felippe era do MDB e foi da base de governo de Crivella. Entre indas e vindas, aprovou o pedido de impeachment, mas segurou outras bombas que explodiriam no alcaide.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui