Foto de formulário PxHere

Com os dias cada vez mais quentes do Rio de Janeiro, quem é obrigado a usar terno passa por mais um sufoco. Entre eles estão os advogados, que são obrigados a terno e gravata para despachar ou participar de audiências e sessões de julgamento.

Pois não neste verão, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, o desembargador Claudio de Mello Tavares, e o corregedor-geral da Justiça, desembargador Bernardo Garcez, emitiram um Ato Normativo dispensando os advogados desta tortura dentro do TJ.

A determinação conjunta, contudo, estabelece que os advogados deverão traje social com o uso de camisa devidamente fechada. A medida vale até 20 de março de 2021.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui