Foto: Renan Olaz/Câmara Municipal do Rio de Janeiro

A justiça determinou que o vereador do Rio Gabriel Monteiro (PSD) retire imediatamente de seu canal no Youtube, três vídeos. De acordo com o material em questão, faz graves acusações ao coronel da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ) Luciano de Vasconcelos, comandante do 19º BPM (Copacabana). Monteiro diz que o militar estaria ligado a atos de contravenção.

Luciana Santos Teixeira, juíza do caso, explica na decisão judicial, que o conteúdo os vídeos do vereador extrapolam a liberdade de expressão. Isso, porque há uma imputação criminal sem qualquer a ocorrência de qualquer denúncia, inquérito ou investigação em andamento contra o oficial da Polícia Militar.

De acordo com a decisão judicial publicado na última sexta-feira (02/07) a os vídeos devem ser retirados do ar em todas as suas plataformas no prazo de 24 horas após a intimação. Em caso de descumprimento da decisão, poderá ser aplicada uma multa diária no valor de R$ 500 reais.

O canal no Youtube do vereador tem mais de 4 milhões de inscritos. De acordo com informações obtidas pelo jornal o Dia, que teve acesso a decisão judicial, a juíza esclarece que a medida se faz necessária diante do alcance do vereador nas plataformas digitais.

“Como se vê, trata-se de material de alcance vastíssimo, com consequências igualmente amplas, quadro que só se agrava com o passar do tempo, conforme mais pessoas acessam os vídeos. Logo, a análise da matéria via mandado de segurança se mostra razoável e plenamente justificada”, afirmou a juíza Luciana em sua decisão.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui