Colégio Pedro II | Foto: Custódio Coimbra / O Globo

A Justiça determinou o retorno das aulas presenciais nas instituições federais de ensino localizadas no Rio de Janeiro. A princípio, as atividades seriam retomadas apenas em março de 2022. A decisão do desembargador Marcelo Pereira da Silva vale para as universidades e para o Colégio Pedro II.

Segundo a nova decisão, as aulas presenciais devem ser retomadas dentro de duas semanas. Para isso, a situação epidemiológica no estado precisa estar igual ou melhor que a atual no período de reabertura. Além disso, as instituições deverão manter os protocolos de segurança, com uso de máscaras e de álcool em gel.

A medida, que atende um pedido do Ministério Público Federal, vale para a UFRJ, Cefet, Ines, UFRRJ, UniRio e Colégio Pedro II. O Ministério da Educação ainda não se pronunciou sobre a decisão.

No último dia 23, pais e alunos do colégio fizeram uma manifestação pedindo a retomada das aulas presenciais.

6 COMENTÁRIOS

  1. É claro que a Sra. Vânia S. é uma militante toda forjada na cartilha da esquerda que quer a todo custo ficar eternamente em casa, mamando nas tetas do governo. Esses especialistas aos quais ela se refere são os mesmos que mandaram ela ficar em casa mas, agora, não servem, porque querem que ela volte. Quanto a esse papo furado de pirâmide, muito manjado da esquerda, é só mais uma desculpa esfarrapada que só convence mesmo pessoas iguais a ela. Sra. Vânia , pare de envergonhar a classe digna de professor. Vá trabalhar! A culpa agora é da Rússia. Faça -me o favor!!

  2. Enquanto a Rússia o n° de infectados aumentou aqui quer que tudo volte ao normal… No caso as Universidades públicas precisam estar preparadas p/ receber todos e não haver risco, já que a Pandemia diminuiu mas não acabou ( terminou) como muitos “especialistas que não são da área da saúde acham”. O risco de voltar tudo ao normal e haver uma aumento de casos é enorme e geralmente atinge e recai sobre a base que sustenta a pirâmide enquanto quem esta no alto da pirâmide vive em outro mundo!!! Os aumentos constantes e desenfreados é um exemplo disso…. Só atinge a base da pirâmide!!!!

  3. Para a Justiça Federal ter se coçado para dar uma decisão desta é que o nível de preguiça das instituições federais de ensino deve ter causado desconforto até mesmo aos padrões de trabalho do Poder Judiciário e do Ministério Público.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui