'Geral', extinta em 2005, era tradição no Maracanã - Foto: Reprodução/Internet

Nesta quarta-feira (23/10), durante o intervalo da acachapante goleada por 5 a 0 do Flamengo sobre o Grêmio, que garantiu o Rubro-Negro na final da Libertadores 2019, o Governo do Estado do Rio de Janeiro sancionou a lei que autoriza a recriação da Geral, antigo setor do Estádio do Maracanã, extinto em 2005, que não possuía assentos, ficava localizado à beira do campo e tinha preços populares.

De autoria dos deputados estaduais André Ceciliano (PT) e Zeidan Lula (PT), o projeto de lei aprovado na Alerj tem como meta retornar com a democratização do acesso às partidas. Segundo o texto, o setor ficaria localizado atrás das balizas.

O governo disse que informará aos interessados na gestão do Maracanã que os projetos para a concessão do estádio, que serão mostrados no Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), têm que contemplar o retorno da ‘Geral’.

Uma exigência da Fifa determina que, para a realização de competições internacionais, deve-se possuir assentos em 100% do interior dos estádios. Por conta disso, o setor terá cadeiras móveis, para que possam ser recolocadas quando houver esses torneios.

Torcida do Vasco na antiga ‘Geral’ no Maracanã – Foto: Reprodução/Internet

Os projetos apresentados no PMI, contendo, entre outras medidas, custos, previsão de obras e prazos para as mudanças, serão analisados para fazerem parte do edital de concessão do Maracanã.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui