Lourdes Catão | Foto: Reprodução Internet

O acervo da socialite Lourdes Catão está sendo leiloado durante esta semana. A alta sociedade carioca se despediu da famosa decoradora em maio deste ano, quando Catão foi mais uma vítima da pandemia de coronavírus. Agora, meses depois, diversas peças serão leiloadas pelo escritório de arte Soraia Cals.

Entre esta terça-feira (13/10) e esta quinta-feira (15/10), as peças estarão disponíveis no leilão online. Entre as diversas opções do acervo, destaca-se a gravura do espanhol Joan Miró. Este é o item com maior lance inicial, que chega a R$5.000. Além disso, estão disponíveis uma variedade de esculturas, tapeçarias e pinturas.

Gravura do espanhol Joan Miró

A variedade de itens fazia parte da decoração do apartamento onde Lourdes vivia, no Flamengo. Ela deixou aproximadamente 400 itens, entre mobílias, peças de porcelana e outras diferentes formas de arte. Pode-se destacar, por exemplo, as travessas feitas com porcelana Cia das Índias, que são do século XVIII.

No prefácio do leilão, Márcio Roiter, presidente do Instituto Art Déco Brasil fala um pouco sobre Catão.

Construiu uma biografia única, onde a beleza sempre imperou. O que veremos no leilão reflete este olhar apurado para o belo. Nos traz suas constantes idas aos leilões e antiquários durante os 30 anos que viveu nos EUA, e também as peças de família herdadas de seu avô, Otto Prazeres. Desde um serviço de jantar ao mais precioso objeto de arte. E muita cor!”, ele afirma no prefácio.

Após viver e trabalhar como decoradora por mais de 20 anos em Nova York, nos Estados Unidos, Lourdes retornou ao Brasil em 2004 e morreu em maio de 2020, devido a agravamentos da Covid-19.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui