Em uma reunião de emergência, nesta segunda-feira 10/12, convocada pelas diretorias das escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro, na sede da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), ventilou-se a ideia de fechar com a empresa que capta patrocinadores para o Rock in Rio para que a mesma consiga apoios para o carnaval carioca nos próximos anos.

A ideia partiu de Gabriel David, filho de Anísio Abrãao David, da Beija-Flor. Ele sugeriu um novo modelo de gestão para que o carnaval do Rio supere o corte promovido pela gestão Marcelo Crivella.



O carnaval carioca está sem grandes patrocinadores. Recentemente, o supermercado Guanabara divulgou que não vai mais patrocinar a festa. A Ubber foi outra empresa que desembarcou do evento.

Algumas escolas de samba já sentem com mais intensidade a falta de recursos para trabalhar. A Mocidade Independente de Padre Miguel, por exemplo, precisou fechar o barracão onde carros alegóricos e fantasias são confeccionados.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui