Foto: Divulgação

Uma decisão liminar suspendeu a interdição realizada pela Prefeitura do Rio em um estacionamento no bairro da Glória que era utilizado pela empresa de ônibus por aplicativo Buser. O texto afirma que não há qualquer circunstância capaz de trazer prejuízo à sociedade.

Em nota, a empresa comentou a decisão: “A Buser saúda a decisão da 13ª Vara da Fazenda Pública do Rio de Janeiro, que suspendeu a interdição do estacionamento localizado em frente ao Hotel Glória. A liminar acolhe pedido da empresa Garuda Serviços e Estacionamento Eireli, proprietária do estabelecimento utilizado como estacionamento por empresas de fretamento parceiras da startup. Maior plataforma de intermediação de viagens rodoviárias do Brasil, a Buser reafirma que a atividade de fretamento colaborativo é legal e não prejudica a sociedade, sendo uma alternativa mais barata, segura e moderna para que as pessoas possam viajar de forma mais acessível e confortável“, disse.

O vereador Pedro Duarte, que havia criticado a interdição, comemorou a decisão: “É uma primeira vitória da liberdade, mas ainda temos muito trabalho pela frente. Precisamos que a Prefeitura valorize a concorrência e a inovação, pensando mais em como abraçar esse novo modelo, e menos em como atrapalhar”.

Ao DIÁRIO DO RIO, a Procuradoria do Município informou que ainda não foi notificada da decisão.

1 COMENTÁRIO

  1. É isso, incrível, quando a coisa é boa para o povo não gostam. Eles, maioria dos políticos nadam no dinheiro e a população não pode nada. Viva o que é a favor dos de menos poder aquisitivo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui